A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

06/03/2018 16:27

Representatividade feminina no setor automotivo

Por Claudia Marcucci, gerente de RH da Campneus

O empoderamento feminino está em pauta nos mais diversos veículos de comunicação e tem se ampliado como tema de engajamento social para a promoção de um cenário com mais igualdade para as mulheres. A presença da mulher nos mais diversos setores da economia vem crescendo, inclusive nos cargos de chefia, assim como a sua ausência nesses papéis e diferenças de remuneração estão sendo questionadas. O mesmo vem ocorrendo no setor automotivo.

Dados do Ministério do Trabalho divulgados recentemente mostram que a participação feminina no mercado de trabalho formal atingiu o patamar de 44% de todo o território nacional. Em um país com um forte movimento para a introdução feminina nas vagas, é uma evolução positiva, porém com ressalvas ainda a serem discutidas sobre cargos e diferenças salariais. E com a maior presença da mulher no mercado, ela tornou-se uma potencial consumidora do setor automotivo.

No segmento automotivo, a presença da mulher em cargos de liderança, apesar de ainda ser pequena, vem ganhando destaque, refletindo positivamente nos resultados de companhias. Grandes corporações como General Motors, PSA e Ford colocaram mulheres em cargos importantes, como diretoras de marketing, desenvolvimento de novos produtos e até mesmo CEO. Mas ainda há muito para melhorar o cenário: a indústria automotiva conta com 83% dos cargos em empresas da cadeia produtiva ocupados por homens. O dado faz parte da pesquisa Presença Feminina no Setor Automotivo, levantamento inédito realizado por Automotive Business em parceria com a MHD Consultoria no segundo semestre de 2017.

Na Campneus, o número de mulheres em cargos de liderança e em operação técnica em lojas chega a 30% do quadro de colaboradores. São novos tempos em que as companhias estão entendendo o crescimento dessas consumidoras e que a representatividade é importante para alinhar sua filosofia com a dessas mulheres.

A representatividade da mulher no setor automotivo e em cargos de liderança ajuda a transpor barreiras. Com o crescente aumento da mulher como consumidora das empresas do setor automotivo é imprescindível que essas empresas estejam mais alinhadas às expectativas, e filosofias desse público, para que seja possível atende-lo e somente com o aumento de lideranças femininas isso será alcançado de maneira mais efetiva e assertiva.

(*) Claudia Marcucci é formada em administração de empresas e pós-graduada em gestão de pessoas, com especialização em coaching. Atua há mais de 20 anos na área de recursos humanos e trabalhou em diversas empresas de bens de capital, bens de consumo e industrial. Está no grupo Pirelli há cinco anos e desde dezembro de 2016 é gestora de RH da Campneus.

 

A liberdade está sob ameaça dos insensatos
A contundente e oportuna defesa da liberdade de imprensa feita, em seminário recente, pela Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministra Cármen Lú...
Importa que a coisa ande
Independente do resultado de sua votação em plenário, o Projeto de Lei 3200 (sobre o registro de defensivos agrícolas) deu um passo importantíssimo c...
A Rússia que você não vai ver na Copa
‘Sob nuvens elétricas’ é um filme que, ambientado em 2017, um século após a Revolução Bolchevique, mostra uma Rússia que não aparecerá na Copa do Mun...
Analgésico esférico
A história se repete. Nesta semana de abertura da Copa os olhos mundiais se voltam para a Rússia, um país que esconde enorme população vivendo abaixo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions