ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

8 de janeiro: mais um réu de MS é condenado por quebradeira no DF

Pena será de 17 anos, no total, e ele deverá pagar parte dos R$ 30 milhões cobrados por danos morais coletivos

Por Cassia Modena | 25/03/2024 12:51
Bolsonaristas na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF), durante atos antidemocráticos (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) 
Bolsonaristas na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF), durante atos antidemocráticos (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Carlos Roberto Silva Santos agora é mais um entre os sul-mato-grossenses envolvidos nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023 em Brasília (DF), que foram condenados pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Em sessão virtual realizada na semana passada, a pena foi definida em 17 anos, sendo 15 anos e seis meses de reclusão e um ano e seis meses de detenção.

Além disso, Carlos deverá pagar R$ 70.599 em multas, por tentativa de abolição violenta do Estado Democrático de Direito e associação criminosa, e também arcar com parte da indenização ao Estado por danos morais coletivos estipulada em R$ 30 milhões a todos os participantes do episódio.

A pena de 17 anos soma condenações pelos dois crimes citados acima, além de dano qualificado e deterioração do patrimônio tombado. O regime fechado foi definido para o início do cumprimento da pena.

Sul-mato-grossenses condenados também neste mês foram o empresário campo-grandense Fábio Jatchuk Bullmann e o morador de Itaporã Djalma Salvino dos Reis. Ambos vão cumprir 14 anos de prisão e também devem multas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias