ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  28    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Apesar da Delta, Saúde diz que MS pode atingir imunidade coletiva em uma semana

Com busca ativa, postos abertos e parcerias, Estado quer completar 70% da população vacinável com 2º dose

Por Gabriela Couto e Guilherme Correia | 12/09/2021 09:38
Postos volantes abertos até aos finais de semana devem continuar no Estado. (Foto: Paulo Francis)
Postos volantes abertos até aos finais de semana devem continuar no Estado. (Foto: Paulo Francis)

Devido a desaceleração no interesse do público que busca as vacinas contra a covid-19, nos últimos 20 dias, o Cosems (Conselho de Secretários Municipais de Saúde), a Assomasul (Associação de Municípios de Mato Grosso do Sul) e a SES (Secretaria de Estado de Saúde) definiram estratégias para conseguir chegar a imunidade de rebanho nos próximos dias.

"A gente tem uma possibilidade muito grande de atingirmos a imunidade coletiva e já neste fim de semana vindouro, ultrapassar 70% da população vacinável com segunda dose", afirmou o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende.

Apesar da confirmação da variante Delta no Estado, a meta não mudou. “É preciso a gente fazer um esforço maior, que as doses de vacina sejam aplicadas. Estamos verificando que os municípios estão nos ajudando, nesse momento, há um espírito de contribuição muito grande e acreditamos que a gente possa avançar na imunização, principalmente, em relação aos idosos e aqueles que ainda não tomaram a segunda dose”, disse Geraldo.

Pesquisadores dizem que, após a variante Delta, este nível de imunidade só poderia ser alcançado, se as vacinas fossem 100% eficazes contra a infecção, o que não é o caso.

A partir desta semana, será intensificada a busca ativa em quem ainda não tomou a vacina. “Aqueles que teimam em não fazer a busca de vacinas, infelizmente. É um agrupamento muito pequeno e não nos ajuda. Ao contrário, nos prejudica muito, porque eles poderão ser as próximas vítimas”, justificou.

Reunião aconteceu na última sexta-feira (09), na sede da governadoria. (Foto: Divulgação)
Reunião aconteceu na última sexta-feira (09), na sede da governadoria. (Foto: Divulgação)

Dentre os incentivos para aplicação imediata de doses, está a manutenção de pontos de vacinação abertos e parcerias com outras secretarias. “Encaminhamos 157,7 mil vacinas, da Pfizer e Coronavac.

Era importante, são mais de 313 mil doses de vacinas. Tem condições de todos os municípios estarem aplicando nesse final de semana - sábado, ontem, domingo e nos próximos dias. É um pedido que nós fazemos para acelerar a vacinação. Podem surgir outras variantes e a gente tem uma possibilidade muito grande de atingirmos a imunidade coletiva já neste fim de semana vindouro, ultrapassar 70% da população vacinável com segunda dose, evitando assim, o avanço e predomínio da Delta no Estado e a expansão da doença”.

Segundo o presidente do Cosems e secretário municipal de saúde de Corumbá, Rogério Leite, as estratégias propostas levam em consideração a realidade de cada município e região.

“Reforçamos alguns pontos, como a Orientação a todos os municípios fazerem a busca ativa com as estratégias de saúde da família, tanto urbano como área rural, manter pontos de vacinação abertos e fazer parceria com a área da Educação e Assistência Social, assim, poderemos ter informações através dos cadastros de alunos matriculados e famílias que são atendidas no BPC, vale renda, que com analise da plataforma de informações do sistema nacional de imunização, identificar famílias e adolescentes que não tiveram acesso a imunização”.

Outra informação importante é que, nesta semana, o Ministério da Saúde fará na quarta-feira (15), envio dos lotes que completam 100% das primeiras doses da vacina covid-19 para toda população adulta brasileira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário