ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Apesar de morte, Saúde vê sucesso no achatamento de casos de coronavírus

Primeiro óbito pela doença no Estado ocorreu nesta terça-feira, em paciente com mais de 64 anos e pneumopatia crônica

Por Tainá Jara | 31/03/2020 18:12
Idosos fazem parte fo grupo de risco e aspiram maiores cuidados na prevenção do novo coronavírus (Foto: Arquivo/Kisie Ainoã)
Idosos fazem parte fo grupo de risco e aspiram maiores cuidados na prevenção do novo coronavírus (Foto: Arquivo/Kisie Ainoã)

Apesar da primeira morte pelo novo coronavírus ser registrada nesta terça-feira, em Mato Grosso do Sul, o governo do Estado vê com sucesso, até o momento, a tentativa de achatamento na curva de casos, necessária para não sobrecarregar o sistema de saúde.

A avaliação é da superintendente-geral de Atenção à Saúde da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Mariana Croda, a partir do panorama apresentando no boletim epidemiológico apresentado nesta terça-feira. “Nós estamos conseguindo segurar a nossa curva”.

A infectologista atribui o crescimento mais desacelerado de pacientes infectados com o vírus a adoção das medidas de restrições, determinadas pelos gestores públicos, pela população.

Até o momento, a secretaria confirmou casos do novo coronavírus em 48 pessoas e investiga outros 38 pacientes. Do dia 28 de março até agora, foram 554 notificações.

O primeiro óbito aconteceu em paciente do grupo de risco. Eleuzi Silva Nascimento, de 64 anos, tinha pneumopatia crônica, o que pode ter contribuído com a grave evolução do quadro.

“A gente espera é que essa população seja protegida. Focamos que eles não podem ter contato social. Os familiares têm que preservar essas pessoas. Sobretudo aquelas que também tem comorbidades, incluindo as doenças cardiovasculares e as doenças pulmonares”, ressaltou a Croda.