ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Após 2 semanas, piloto que caiu com helicóptero no Pantanal é transferido

Após 13 dias internado, Renato recebe alta e é levado de UTI aérea para o Rio de Janeiro

Por Ana Beatriz Rodrigues | 21/10/2020 16:25
Imagem do piloto sendo tranferido na (UTI) aérea. (Foto: Tchélo Figueiredo / Secom-MT)
Imagem do piloto sendo tranferido na (UTI) aérea. (Foto: Tchélo Figueiredo / Secom-MT)

Na tarde desta quarta-feira (21),  o comandante da Policia Civil do Distrito Federal, Renato de Oliveira Souza, foi transferido de Cuiabá (MT) para o Rio de Janeiro. Ele seguiu de avião em Unidade de Terapia Intensiva aérea.

Renato integra a Força Nacional e pilotava o helicóptero que caiu no inicio da tarde de 8 de outubro no Pantanal.

A transferência do policial, que estava internado no Hospital Santa Rosa, foi acompanhada pelo secretário de Segurança Pública do Mato Grosso, Alexandre Bustamante, e o irmão do agente, Rogério de Oliveira Souza.

O irmão informou que em 3 meses Renato deve estar plenamente recuperado, segundo avaliação médica. O piloto sofreu uma lesão na coluna.

Relembre o caso - A aeronave partiu de Corumbá, por volta das 12 horas, com destino ao distrito de Porto Jofre, em Poconé (104 km ao sul de Cuiabá). Contudo, cerca de 7 quilômetros antes da parada final o helicóptero caiu.

Estavam na aeronave também o sargento da Polícia Militar, Emerson Miranda Martins, o comandante Renato e o copiloto Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário