ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Aquário já teve sete licitações neste ano que juntas superam R$ 15 milhões

Obra polêmica retornou no ano passado e segue em cinco frentes diferentes na Capital

Por Leonardo Rocha | 26/11/2020 12:36
Imagem panorâmica do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Gabriel Marchese)
Imagem panorâmica do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Gabriel Marchese)

O governo estadual já lançou sete licitações neste ano para obra do Aquário do Pantanal, que juntas superam mais de R$ 15 milhões, em diferentes frentes como no sistema de suporte a vida das espécies, climatização, estrutura da passarela, revestimento do forro, cenografia e impermeabilização dos tanques.

A obra foi retomada no ano passado, após impasse judicial, seguindo dividida em cinco frentes: construção civil, suporte a vida, instalações elétricas, maquinários e instalações e manutenção dos tanques. Quando foi lançado na gestão do ex-governador André Puccinelli (MDB) a previsão de custo era de R$ 78 milhões, no entanto hoje ultrapassa R$ 200 milhões.

Nesta retomada do projeto, foram lançadas três licitações no ano passado e mais sete neste ano, seguindo assim o planejamento do governo estadual. Na última, lançada no dia 17, que se trata da conclusão do sistema de suporte à vida dos aquários e quarentena das espécies, teve inclusive declaração do secretário estadual de Infraestrutura, Murilo Zauith (DEM).

“Conforme o cronograma das obras é possível que em março de 2021 os tanques comecem a ser povoados. Com a execução dos serviços de impermeabilização e cenografia dos tanques, além do sistema de suporte à vida, os peixes poderão ser trazidos aos poucos”, declarou o secretário e vice-governador, nas redes sociais.

Estrutura do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Gabriel Marchese)
Estrutura do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Gabriel Marchese)

Licitações – Durante o ano, o governo também lançou a licitação pata climatização de todo ambiente do Aquário, no valor de R$ 1.724.402,13, assim como a finalização da estrutura metálica da passarela e manutenção das escadas dos tanques, por R$ 3.373.798,73.

Outro ponto vital do projeto, a impermeabilização de 32 tanques do Aquário do Pantanal, custará R$ 2,1 milhões. Já a conclusão do revestimento de alumínio do forro e monocapa, depois da desistência da vencedora, foi assinado contrato no valor de R$ 3,5 milhões para obra.

A cenografia dos tanques também foi licitada, em obra que vai custar R$ 4,6 milhões.  Neste ano teve até a escolha da empresa que fará o plano de prevenção de acidentes no local, tendo custo aos cofres públicos de R$ $ 284,5 mil.

Estrutura - Ao todo a estrutura terá 21 mil metros quadrados de área construída, com 32 tanques (24 deles internos). A expectativa é que o espaço será um centro de referência para pesquisas, contando com museu interativo, biblioteca, auditório para 250 pessoas, sala de exposição e laboratórios de pesquisa.

O lançamento do Aquário  foi  em 23 de maio de 2011, na gestão de André Puccinelli (MDB), e o centro deveria ser entregue em 11 de outubro de 2013, aniversário de criação de Mato Grosso do Sul.

Entramos em contato com o secretário para saber mais detalhes da obra, mas ele não atendeu as ligações.

Obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Gabriel Marchese)
Obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Gabriel Marchese)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário