ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 

Cidades

Capital já tem 7 confirmações da varíola dos macacos

Foram registrados três novos casos nos últimos dias, dois em Campo Grane e um em Itaquiraí

Por Gabrielle Tavares | 06/08/2022 11:48
Um dos sintomas da varíola dos macacos são feridas na pele. (Foto: Divulgação)
Um dos sintomas da varíola dos macacos são feridas na pele. (Foto: Divulgação)

SES (Secretaria Estadual de Saúde) registrou novos três casos da varíola dos macacos no Estado, sendo dois deles na Capital e um em Itaquiraí. Com a nova notificação, sobe para 7 o número de infectados com o vírus em Campo Grande, e 8 em Mato Grosso do Sul.

O boletim epidemiológico também informa que são 11 casos em investigação pelas equipes de saúde dos municípios de Bandeirantes, Três Lagoas, Camapuã, Ponta Porã, Cassilândia, Dourados e Campo Grande.

O quadro de saúde das três novas pessoas não foi divulgado, mas não houveram mortes pela doença.

Com maior número de novos casos, a prefeitura de Campo Grande anunciou que está realizando um “Plano de Contingência Municipal” contra a doença. O documento irá estabelecer todas as estratégias, desde o rastreio aos fluxos de atendimento de pacientes infectados.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença começa, quase sempre, com uma febre súbita, forte e intensa. O paciente também tem dor de cabeça, náusea, exaustão, cansaço e fundamentalmente o aparecimento de gânglios (inchaços popularmente conhecidos como "ínguas"), que podem acontecer tanto na região do pescoço, na região axilar, como na região perigenital.

A manifestação na pele é chamada de papulovesicular uniforme, que são feridas ou lesões pelo corpo. A principal forma de transmissão da varíola dos macacos é por meio do contato. Esse contato acontece por pele/pele, secreções ou por objetos pessoais do paciente infectado que você tenha contato. Uma das principais formas de contaminação é o sexo.

Quem tem sintomas com suspeita de varíola dos macacos pode procurar qualquer uma das 82 unidades de saúde pública de Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias