ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  24    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Com orçamento bilionário e greve, UFMS faz eleição para reitor nesta 6ª feira

A votação acontece das 8h às 21h, por meio de sistema 100% eletrônico

Por Aline dos Santos e Geniffer Valeriano | 10/05/2024 07:47
UFMS tem orçamento de R$ 1 bilhão e é disputada por três chapas nesta eleição. (Foto: Geniffer Valeriano)
UFMS tem orçamento de R$ 1 bilhão e é disputada por três chapas nesta eleição. (Foto: Geniffer Valeriano)

Com orçamento de R$ 1 bilhão e greve de professores e servidores, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) faz eleição para reitor nesta sexta-feira (dia 10). A votação acontece das 8h às 21h, por meio de sistema eletrônico aberto somente para docente, técnico-administrativo e aluno.

Os servidores, professores e estudantes aptos a votar devem clicar na urna que lhe diz respeito e acessar o sistema com o Passaporte UFMS e senha. A instituição tem mais de 33 mil estudantes. A lista de aptos a votar foi divulgada nesta semana. O documento tem 437 páginas.  Com o voto digital, o clima é tranquilo na Cidade Universitária, em Campo Grande, onde somente as faixas das chapas remetem ao clima de eleição.

Entre o eleitorado, os votos têm pesos diferentes, conforme a categoria: 70% para professores, 15% para técnicos-administrativos e 15% para estudantes.

O resultado da eleição, com votação 100% digital, deve ser publicado amanhã. A apuração terá acompanhamento presencial na Capital e também por meio de transmissão da TV UFMS.

Contudo, o resultado não será o fim do processo. A lista tríplice, com a ordem de votação, será encaminhada para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 24 de maio. Caberá a ele fazer a nomeação, que precisa ser publicada até 25 de outubro, pois na data seguinte termina o mandato do reitor Marcelo Turine.

Até 2023, a UFMS ofertava 142 cursos de graduação presencial e a distância, além de 68 cursos de mestrado e doutorado.

Ruy Alberto, Camila Ítavo e Marco Aurélio disputam a reitoria da UFMS. (Fotos: Divulgação)
Ruy Alberto, Camila Ítavo e Marco Aurélio disputam a reitoria da UFMS. (Fotos: Divulgação)

Candidatos - A chapa 1 é formada pelos candidatos Ruy Alberto Caetano Corrêa Filho (reitor) e Luciana Contrera (vice-reitora). Ruy Alberto é graduado em Zootecnia e tem doutorado em Ciências Biológicas.

Camila Celeste Brandão Ferreira Ítavo lidera a chapa 2, que tem Albert Schiaveto de Souza como vice-reitor. Camila Ítavo, 44 anos, é graduada e tem doutorado em Zootecnia.

A chapa 3 é composta por Marco Aurélio Stefanes (reitor) e Ana Denise Ribeiro Mendonça Maldonado (vice-reitora). Marco Aurélio Stefanes é professor da Faculdade de Computação. Em 2016, ele foi candidato a reitor da UFMS e já presidiu a ADUFMS (Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Apesar do grande orçamento, maior do que o de município de Corumbá, a universidade peca na infraestrutura. De papel higiênico a parede com mofo, os estudantes apontam problemas na manutenção dos prédios.

Propostas - Na hora do voto, acadêmicos apontam que temas como bolsas de estudo, dormitório e redução de valor da refeição no RU (Restaurante Universitário) pesam na escolha do candidato.

“Pretendo votar, mesmo sabendo que a porcentagem dos estudantes na escolha é pouca. Mas acho muito importante a nossa participação. Escolhi o candidato que falou de melhoria para os cursos de comunicação”, afirma Grazielly Marangon, 21 anos, estudante de Jornalismo.

Acadêmica do curso de Letras, Nicolly Olivo, 22 anos, conta que uma das propostas que chamou atenção foi a redução do preço da refeição no Restaurante Universitário e oferta de mais bolsas de estudo. “E só um candidato foi ao meu bloco, no Lago do Amor”.

Kamilly Silva, 19 anos, aluna do curso de Biologia, ainda avalia se vai votar. “Acho que o debate poderia ter sido aberto para pergunta dos estudantes”. Ela afirma que achou interessante a proposta para construção de dormitório na UFMS e reforma no setor de Biologia.

Matéria editada às 8h40 para acréscimo de entrevistas com acadêmicos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias