A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

02/05/2019 10:17

Condenado por estupro, tenente-coronel é expulso da Polícia Militar

O governo cumpriu ordem da Justiça e publicou a demissão de oficial nesta quinta-feira

Aline dos Santos
Defesa vai tentar reverter demissão de Márcio Villasanti Romero (Foto: PC de Souza/Edição MS)Defesa vai tentar reverter demissão de Márcio Villasanti Romero (Foto: PC de Souza/Edição MS)

Condenado por estupro, o tenente-coronel Márcio Villasanti Romero foi demitido da PM (Polícia Militar). A demissão é assinada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e foi divulgada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado.

De acordo com o documento, a medida cumpre ordem da Justiça, relativa a processo aberto em 2003. A ação, que tramita em sigilo, é sobre estupro. Atualmente, Márcio Villasanti  Romero está no quadro de inativos e sua última função havia sido a direção da DEOSP (Diretoria de Operações de Segurança Pública), ligada ao comando da PM, em Campo Grande.

Em 2009, ele foi condenado a 14 anos de prisão por crimes de estupro e atentado violento ao pudor. Os crimes aconteceram em Jardim, a 233 km de Campo Grande, dia 9 de fevereiro de 2003, quando era major da Polícia Militar.

Conforme a denúncia, o oficial é acusado de abordar uma jovem, que estava de bicicleta, e , armado, obrigá-la a entrar em seu veículo.

Depois, seguiu para local afastado, em uma das saídas da cidade, e a estuprou. A vítima procurou a polícia, informou a placa do veículo e detalhou um adesivo que havia no carro no dia do crime.

Os policiais verificaram que o automóvel estava em nome da mãe do então major. O oficial da PM também foi reconhecido pela vítima. Em 2011, a pena foi reduzida para 8 anos e dois meses.

Nesta quinta-feira (dia 2), a defesa de Villasanti informou que vai buscar reverter a decisão do governo. A defesa discute essa questão e existe uma ilegalidade”, afirma o advogado Fabrício Grubert. 

Conforme consulta ao Portal da Transparência, Márcio Villasanti Romero recebe pela Ageprev (Agência de Previdência do Mato Grosso do Sul), com remuneração fixa de R$ 24.628,83 no mês de março de 2019.

 

Decreto de demissão foi divulgado na edição de hoje do Diário Oficial. Decreto de demissão foi divulgado na edição de hoje do Diário Oficial.
Condenado por estupro é preso por policiais da Polinter
Policiais da Polinter prenderam na sexta-feira, em Campo Grande, Sydney Marola, de 50 anos. O mandado foi expedido pela Vara da Infância, Juventude e...
PM condenado por estupro é afastado do comando de Coxim
Condenado por estupro, o tenente-coronel da PM (Polícia Militar) Márcio Vilassanti Romero, foi afastado do comando do policiamento de Coxim.A portari...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions