ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

Despedida a Bita lembra trajetória profissional e de vida: "deixou a marca dele"

José Roberto Faker, o "Bita", morreu aos 38 anos, em colisão na BR-262 que vitimou outras 2 pessoas

Por Silvia Frias e Ana Paula Chuva | 06/06/2021 14:23
Amigos e parentes acompanhavam o caixão para sepultamento, no Jd. das Palmeiras (Foto: Marcos Maluf)
Amigos e parentes acompanhavam o caixão para sepultamento, no Jd. das Palmeiras (Foto: Marcos Maluf)

O número de pessoas presentes no velório do fisioterapeuta José Roberto Faker foi demonstrativo do quanto ele era popular entre amigos, familiares e colegas de trabalho. Faker, conhecido como “Bita”, morreu aos 38 anos, em acidente ontem, na BR-262, em Corumbá.

“Nessa breve passagem, fez a diferença como profissional e como pessoa”, resumiu a fisioterapeuta Vânia Regina Batista, 55 anos, que foi paciente de Bita na clínica de propriedade dele.

Coroas de flores enviadas para velório (Foto: Marcos Maluf)
Coroas de flores enviadas para velório (Foto: Marcos Maluf)

A recepcionista Carmem Kremer, 38 anos, trabalha na clínica há 8 meses guarda boas lembranças da convivência como chefe. “Era profissional super competente, se preocupava com cada um dos pacientes e com cada um dos funcionários, sempre muito presente.

A fisioterapeuta Graziela Rezende, 28 anos, trabalha na clínica há 4 anos e fez relato semelhante sobre Bita. “Deixou a marca dele por todos os lugares, era mais que um chefe, era um amigo”. O corpo foi sepultado por volta das 14h.

José Roberto Faker foi uma das vítimas da colisão frontal entre caminhonete Toyota Hilux e Jeep Renegade, na região do Buraco das Piranhas, a 100 quilômetros de Corumbá.

Bita estava na caminhonete com o amigo, o advogado Jansen Moussa, 40 anos, voltando de pescaria no Pantanal. No veículo tambémestava o filho de Jansim, Matheus Gonçalves Moussa, 8 anos. O outro veículo envolvido no acidente era conduzido por Gabriel Silva de Almeida, 24 anos.

"Bita" morreu aos 38 anos, em acidente na BR-262 (Foto/Arquivo pessoal)
"Bita" morreu aos 38 anos, em acidente na BR-262 (Foto/Arquivo pessoal)

Na colisão, morreram três pessoas: o fisioterapeuta, o menino Matheus e Gabriel de

 Almeida. Jansen Moussa foi levado para hospital em Corumbá, em quadro clínico estável.

O corpo de Matheus foi sepultado esta manhã, no mesmo cemitério. O de Gabriel de Almedia foi levado para  para Itaquaquecetuba (SP).

As circunstâncias da colisão frontal ainda serão apuradas pela polícia.

Conforme o delegado Nicson Lenon Cruz Galisa, o laudo da perícia ainda é aguardado, mas a investigação aponta que o condutor do Renegade teria invadido a pista contrária.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário