A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 13 de Outubro de 2019

29/04/2019 10:01

Dupla é presa por furtar 10 mil lambaris de tanque de fazenda

Carga de iscas seria vendida a R$ 2 mil à loja de Anastácio, segundo confessou um dos presos

Anahi Zurutuza e Viviane Oliveira

Flagrados na BR-262 com quatro tanques contendo 10 mil lambaris, dois homens acabaram presos. Os peixes estavam a armazenados em quatro tanques e haviam sido furtados de fazenda em Jaraguari.

O flagrante foi na altura do Bairro Indubrasil em Campo Grande. Conforme consta no registro da ocorrência, equipe da Derfurv (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos) passava pelo local, suspeitou dos ocupantes de uma caminhonete e os abordou porque o veículo estava com um dos faróis queimados e transitando em velocidade incomum para a via.

Durante a entrevista, motorista e passageiro entraram em contradição sobre a carga de iscas que era transportada sem nota fiscal. Policiais fizeram contato com o dono da fazenda que disse não ter conhecimento de carga sendo levada para Anastácio e então, a dupla foi presa.

Wilson Carlos Rosa Moraes, de 48 anos, é funcionário da propriedade e confessou que levaria os lambaris para serem vendidos em loja de iscas de Anastácio. Ele receberia R$ 2 mil pelos peixes, conforme relatou à Polícia Civil no auto de prisão em flagrante.

Já Luiz Carlos Rodrigues Pessoa, de 42 anos, relatou ter sido contratado por Wilson para fazer o frete por R$ 400 e que não sabia que a carga era furtada.

Ele contou que já havia feito o trabalho outras vezes e revelou a participação de Martinho da Rosa Moraes, irmão de Wilson e também funcionário da propriedade rural. A polícia tentou localizar o terceiro envolvido, mas não o encontrou.

O proprietário da fazenda em Jaraguari foi à delegacia e em depoimento disse que os funcionários eram de confiança, por isso não desconfiava do desvio. Ele explicou que vende as iscas a R$ 0,35 cada e que por isso, a carga valeria R$ 3,5 mil.

Os peixes foram levados de volta para a propriedade rural e os presos passam por audiência de custódia na manhã desta segunda-feira (29).

Wilson responderá por apropriação indébita e Luiz Carlos por receptação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions