A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

27/01/2020 08:58

Em enquete, 65% dizem se sentir afetados pela falta de segurança na fronteira

A prefeitura quer começar a limpar terrenos e mandar conta para proprietário. Você concorda? A nova enquete está no ar. Participe!

Anahi Zurutuza
Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

Depois que 76 internos fugiram de presídio de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia ao lado de Ponta Porã (MS), o Campo Grande News quis saber de novo a opinião do leitor sobre a segurança pública em Mato Grosso do Sul. Você se sente afetado por situações que ocorrem na fronteira? 65% responderam que sim.

Para dar mais efetividade às ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, a Prefeitura de Campo Grande estuda adotar medidas rígidas. Além de ter viabilizar o acesso a imóveis fechados para vistoria, o município quer fazer a limpeza de terrenos e outros locais, mas repassar a conta aos proprietários.

O titular da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), José Mauro Filho, explica que a medida envolve várias pastas. A expectativa, afirma, é de que comece a valer em 30 dias. O secretário adianta que o valor que poderá ser cobrado ainda está sendo levantado pela administração, mas deve seguir um cálculo por metro quadrado.

Você concorda com a medida? A nova enquete já está no ar. Participe!

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions