A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

08/06/2019 07:46

Em MS, Mais Médicos amplia número de vagas e cidades em nova etapa

Médicos aptos a participar do 18º ciclo do programa já podem indicar os municípios onde têm interesse em trabalhar

Silvia Frias
Grupo de médicos convocados em uma das fases do programa (Foto/Arquivo: Agência Brasil)Grupo de médicos convocados em uma das fases do programa (Foto/Arquivo: Agência Brasil)

Os médicos aptos a participar do 18º ciclo do Programa Mais Médicos terão até o dia 10 de junho para indicar até quatro municípios onde têm interesse em trabalhar. Em Mato Grosso do Sul, as vagas foram ampliados e três localidades foram incluídas, totalizando 37 vagas em 24 cidades.

Os profissionais interessados em participar do Programa Mais Médicos tiveram entre os dias 27 e 29 de maio para se inscrever.

Para atuarem nas cidades com os maiores índices de vulnerabilidade social do país, além dos Distritos Sanitários Indígenas, estão sendo oferecidas aos médicos 2.149 vagas em 1.130 municípios nos 26 estados do país, exceto o Distrito Federal, além de 13 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIS).

Em Mato Grosso do Sul, o número de vagas e cidades foi ampliado. Agora, são 37 distribuídas em 24 cidades. Pelo edital publicado na sexta-feira (7), a vaga existente em Paraíso das Águas foi suprimida, e entraram outros três municípios: Bonito, Corguinho e Ladário.

No Estado, constam as seguintes vagas: Aparecida do Taboado (1), Aquidauana (3), Bela Vista (1), Bonito (1), Brasilândia (1), Caarapó (2), Chapadão do Sul (1), Corguinho (1), Corumbá (3), Costa Rica (1), Coxim (2), Jardim (1), Ladário (1), Laguna Carapã (1), Miranda (1), Naviraí (5), Nova Alvorada do Sul (1), Ponta Porã (2), Porto Murtinho (1), Rio Brilhante (2), Rio Negro (1), Rio Verde (1), Selvíria (2) e Sidrolândia (1).

Destes municípios, três foram listados para vagas em áreas de extrema pobreza: Bela Vista, Ponta Porã, Porto Murtinho e Corumbá.

Conforme consta no edital nº11/2019, esta primeira fase do 18º ciclo do programa priorizou a participação de profissionais formados e habilitados com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) do Brasil.

Caso haja vagas remanescentes da primeira etapa, as oportunidades serão estendidas, em uma segunda fase, aos profissionais brasileiros formados em outros países e que já tenham habilitação para o exercício da Medicina no exterior. 

A previsão para que os médicos comecem a atuar nas unidades de saúde é junho deste ano.

Mais Médicos no Estado ficou imune de debandada nacional
Blindado – Pelo menos por enquanto, Mato Grosso do Sul ficou livre do “êxodo” do programa Mais Médicos em 2019. Enquanto reportagem da Folha de S. Pa...
Brasileiros ocupam vagas do Mais Médicos e começarão a trabalhar este mês
O Ministério da Saúde informou que as últimas 1.397 vagas do Programa Mais Médicos foram escolhidas por brasileiros formados no exterior antes das 9h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions