ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Em 6 meses, número de crianças e adolescentes estuprados sobe 4 vezes

Dos 1.323 casos de estupros contabilizados em Mato Grosso do Sul, 630 são de crianças

Karine Alencar | 04/10/2022 14:24
Sofá com ursinho na sala do setor psicossocial da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente. (Foto: Henrique Kawaminami)
Sofá com ursinho na sala do setor psicossocial da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente. (Foto: Henrique Kawaminami)

Em seis meses, número de crianças e adolescentes vítimas de estupro em Campo Grande, subiu 4 vezes, é o que revela comparativo de atendimentos divulgado pela Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (4).

O relatório leva em consideração, apoio prestado à população até o fim de 2021, com 12 atendimentos, e o primeiro semestre de 2022, com um salto expressivo, de 48.

Os cálculos estão relacionados aos casos que chegam à Defensoria Pública de MS, mas estatísticas da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pulica), apontam que as delegacias de Polícia Civil da Capital receberam mais de 250 denúncias de crianças e adolescentes vítimas de estupro durante o período.

No Estado- Em Mato Grosso do Sul, dos 1.323 casos de estupros contabilizados, 630 são de crianças menores de 0 a 11 anos, o que significa 52% dos crimes dessa natureza. Os dados registrados de janeiro a setembro deste ano nas delegacias de Polícia Civil do Estado também foram revelados pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

Além das crianças, são 465 registros que aparecem como vítimas adolescentes (com idades entre 12 a 17 anos), 105 jovens (de 18 a 29 anos), 106  adultos (de 30 a 59 anos) e 11 idosos (acima dos 60 anos). Seis casos notificados, mas não detalhados, também foram contabilizados pelo órgão.

Denuncie- As denúncias podem ser feitas no Disque 100, 190, delegacias de Polícia Civil, Defensoria Pública e demais órgãos voltados a defesa da criança e do adolescente.

Nos siga no Google Notícias