ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Entre as BRs do Estado, nenhuma bate o número de acidentes e mortes da 163

Dados da Polícia Rodoviária Federal apontam que a segunda mais perigosa é a BR-262

Por Jéssica Fernandes | 21/06/2024 12:16
Em abril deste ano, acidente na BR-163 causou congestionamento na rodovia. (Foto: Arquivo/ Marcos Maluf)
Em abril deste ano, acidente na BR-163 causou congestionamento na rodovia. (Foto: Arquivo/ Marcos Maluf)

Enquanto a MS-306 é líder entre as rodovias estaduais no quesito acidentes, a BR-163 detém o primeiro lugar entre as rodovias federais. Dos 1726 acidentes contabilizados em 2023 no Estado, 755 deles ocorreram na rodovia que conecta treze municípios.

Com 3579 quilômetros de extensão, a BR-163 integra a região Sul, Centro Oeste e Norte do País. Em Mato Grosso do Sul, ela passa pelas cidades de Campo Grande, Coxim, Bandeirantes, Rio Verde de MT, Sonora, São Gabriel do Oeste, Jaraguari, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Dourados, Caarapó, Jateí e Naviraí.

Conforme os dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal), além de deter a primeira posição no número de acidentes, a BR-163 também é líder quando se fala de vítimas fatais. Em 2023, 64 pessoas morreram em decorrência desses acidentes. No balanço de janeiro a maio de 2024, ela segue na primeira posição com 355 acidentes e 25 mortes.

Em 2023 e até maio de 2024, BR-163 lidera ranking de acidentes. (Arte: Lennon Almeida)
Em 2023 e até maio de 2024, BR-163 lidera ranking de acidentes. (Arte: Lennon Almeida)

De 2023 até agora, a BR-262 se mantém no segundo lugar. Ao todo, 375 acidentes foram contabilizados no ano passado e 139 acidentes neste ano. Em relação ao número de mortes foram 41 e 14 nos mesmos períodos analisados. Em Mato Grosso do Sul, a rodovia passa por Três lagoas, Água clara, Ribas do Rio Pardo, Campo Grande, Terenos, Anastácio, Miranda e Corumbá.

A BR-060 atravessa Bela Vista, Chapadão do Sul, Paraíso das Águas, Camapuã, Bandeirantes, Jaraguari, Campo Grande, Sidrolândia, Nioaque, Guia Lopes da Laguna e Jardim. Nesses trechos foram 149 acidentes e 17 casos envolvendo vítimas fatais. Com essas estatísticas, ela ficou na terceira colocação.

Ainda em 2023, a BR-267 ficou na quarta posição com 123 acidentes. Mas, no número de mortes, 20 foram contabilizadas, ou seja, três a mais que na rodovia federal 060. Na pesquisa, a BR-158 também somou 20 óbitos, mas fechou o ano com 109 acidentes. No top cinco, ela ficou em último.

Mortes registradas em acidentes de 2023 e 2024 nas rodoviais federais. (Arte: Lennon Almeida)
Mortes registradas em acidentes de 2023 e 2024 nas rodoviais federais. (Arte: Lennon Almeida)

Balanço 2024 - Nesses primeiros cinco meses do ano, a PRF registrou 692 acidentes em 11 rodovias federais, sendo 650 deles nas BRs 163, 262, 158, 267, 060 e 376. O número de mortes geral até agora é de 62. Desses óbitos, a PRF relacionou 55 as mesmas cinco BRs.

Os acidentes mais comuns, de 2023 a 2024, implicam automóveis, motocicletas e caminhões. Todos nessa sequência.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias