ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

“Estamos prestes a perder o controle”, avisa secretário após 1.262 infectados

Por Ângela Kempfer | 28/05/2020 11:02
Enfermeiro colhe sangue para teste rápido da covid em barreira na Capital. (Foto: Paulo Francis)
Enfermeiro colhe sangue para teste rápido da covid em barreira na Capital. (Foto: Paulo Francis)

Contando os sete últimos, a média de novas contaminações por covid-19 em Mato Grosso do Sul subiu para 73,7 casos por dia. O ritmo acelerado fez o secretário de Saúde do Estado chegar à conclusão que “Estamos prestes a não ter mais o controle” da doença.

Nesta quinta, foram 76 testes positivos, 1.262 no total. O mais complicado no monitoramento do coronavírus continua a ocupação de leitos. Já são 65 internados. Ontem eram 60 pessoas.

O secretário apela para a emoção. "Precisamos tocar fundo no coração e na mente dos sul-mato-grossenses para que não tenhamos o mesmo quadro dos estados da região norte, nordeste e centro-sul, pois, seguramente em julho ou agosto poderemos ter um colapso no nosso sistema de saúde"

O problema segue avançando consideravelmente na Região Sul. Dourados teve mais 23 infectados, Itaporã 13, Vicentina outros 3, Naviraí 2, Camapuã 1 e Glória de Dourados 1.

Guia Lopes da Laguna voltou a registrar um número alto de contaminações, são 22 casos em 1 dia. Bonito teve mais 4, Três Lagoas também 4, Corumbá 1, Ladário 1 e Paranaíba mais 1.

Em Campo Grande a realidade ainda parece sob controle, com 3 contaminados desde ontem.

Geraldo lembrou que a "taxa de isolamento em Mato Grosso do Sul sempre foi horrível, vexatória, sempre nos incomodou". Mas o que mais incomoda, são "pessoas que foram testadas positivas e têm demonstrado desprezo muito grande com sua vida e com a vida de seus amigos e parentes".

Leitos - O governo estadual atualizou hoje o mapa de leitos disponíveis no Estado, para tratamento de pacientes com coronavírus, em Mato Grosso do Sul. Ao todo são 1.343 na rede estadual  pública de saúde. Para leitos de UTI (Unidade Terapia Intensiva) são 279 para adultos e 10 pediátricos.

Já os leitos clínicos adultos chegam a 902, enquanto que os (clínicos) pediátricos ficam em 152 nos hospitais do Estado. Em Campo Grande o Hospital Universitário conta com 65 (leitos), sendo 16 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A Santa Casa dispõe de 110 (leitos), com 10 de UTI e 100 que estão ampliando para área clínica.

O HR-MS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), que é o hospital referência no tratamento de coronavírus, são 142 leitos clínicos e 78 de UTI. Na rede particular ainda aparece o Proncor com 26 leitos clínicos adultos, o El Kadri com 40 (33 clínicos e 7 UTI) e A Clínica Campo Grande com 20 (leitos) clínicos e 10 de UTI.