ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

“Fizemos o dever de casa para garantir conquistas sociais”, diz Riedel

Secretário citou que governo terá R$ 1 bilhão em obras e R$ 400 milhões na assistência social em 2022

Por Adriel Mattos | 27/01/2022 16:38
Secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel. (Foto: Guilherme Pimentel)
Secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel. (Foto: Guilherme Pimentel)

O secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, disse nesta quinta-feira (27), que o governo de Mato Grosso do Sul cumpriu seu dever ao garantir a ampliação de programas assistenciais, em meio à pandemia de covid-19. No ano passado, foram lançados o Mais Social e o Energia Social: Conta de Luz Zero.

“Não podemos ser populistas, tivemos que fazer o dever de casa para ter um Estado saudável. Não podemos pensar na eleição seguinte e deixar de fazer a lição de casa, porque a nossa política é de resultado para sociedade, enxergando a demanda das pessoas”, avaliou durante entrevista à rádio Capittal.

O Mais Social substituiu o Vale Renda e hoje garante R$ 300 a famílias de baixa renda, incluindo a compra de um botijão de gás. Já o Energia Social: Conta de Luz Zero custeia a conta de energia elétrica desse público, desde que consuma até 220 KWh.

Só em 2022 pelo menos R$ 1 bilhão em investimentos para infraestrutura, outros R$ 400 milhões para ampliar para 100 mil pessoas o número de beneficiários do Mais Social (cartão com R$ 200 para beneficiários), e outros R$ 120 milhões para pagar a conta de 152 mil famílias.

“São quase 600 mil pessoas beneficiadas pelo Energia Social: Conta de Luz Zero, outras quase 500 mil pessoas recebendo o cartão do Mais Social, sendo 100 mil só em Campo Grande. Nós temos que estar preparado para estender a mão, num país em desenvolvimento como nosso há milhares de pessoas passando necessidade”, afirmou o secretário, que também preside o comitê gestor do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia).

Nos siga no Google Notícias