ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Força-tarefa prendeu 27 acusados de violência contra a mulher em MS

O Estado ficou em 5º lugar entre os estados onde mais acusados foram detidos

Adriano Fernandes | 06/03/2020 22:40
Feminicída Valtenir Pereira da Silva (de boné verde) foi um dos presos durante a operação. (Foto: Henrique Kawaminami)
Feminicída Valtenir Pereira da Silva (de boné verde) foi um dos presos durante a operação. (Foto: Henrique Kawaminami)

Vinte e sete pessoas foram presas pela Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, durante a força-tarefa que nesta quinta-feira (5) foi às ruas de 16 estados, cumprir não só mandados de prisão, mas de busca e apreensão contra autores de violência contra a mulher.

O Estado ficou em 5º lugar entre as regiões onde mais acusados foram presos, conforme balanço divulgado nesta sexta-feira (6) pelo Ministério de Justiça e Segurança Pública. Entre eles está o guarda municipal Valtenir Pereira da Silva, 35 anos, que após ficar 6 dias foragido foi detido hoje por executar a ex-mulher Maxelline da Silva dos Santos e o amigo dela, Steferson Batista de Souza, a tiros no Jardim Noroeste.

Minas Gerais liderou em número de prisões, 62 ao total enquanto no Rio Grande do Norte apenas 4 pessoas foram presas. Batizada de “Operação Marias” a força-tarefa foi realizada pelo ConCPC (Conselho Nacional de Chefes de Polícia) nesta quinta-feira (5), com a participação das polícias civis dos 16 estados e do Distrito Federal.

Além do cumprimento de mandatos, também foram reforçadas as fiscalizações de medidas protetivas deferidas, durante a operação. A iniciativa foi do Fórum Permanente de Enfrentamento à Violência Doméstica contra a Mulher, numa parceria estratégica com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública – Senasp. Foram empregados mais de 2 mil policiais civis e 622 viaturas, resultando na prisão de 363 pessoas e apreensão de 41 armas de fogo e 1.386 munições.

Gráfico com o número de prisões realizadas nos 16 estados. (Foto: Ministério de Justiça e Segurança Pública)
Gráfico com o número de prisões realizadas nos 16 estados. (Foto: Ministério de Justiça e Segurança Pública)
Nos siga no Google Notícias