ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

IBGE prorroga coleta de Censo 2022 em Mato Grosso do Sul

Prazo era para que a pesquisa chegasse ao fim no dia 31 de outubro, mas agora pode ser encerrada em dezembro

Karine Alencar | 03/10/2022 17:12
Recenseadores durante pesquisas pelas ruas. (Foto: Divulgação/ IBGE )
Recenseadores durante pesquisas pelas ruas. (Foto: Divulgação/ IBGE )

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), anunciou nesta segunda-feira (3), a prorrogação da coleta do Censo Democrático 2022 em Mato Grosso do Sul, bem como nas demais regiões do País. Anteriormente, o prazo era para que a pesquisa chegasse ao fim no dia (31) de outubro, mas com a nova medida, o encerramento fica para dezembro.

"O Instituto está enfrentando dificuldades relativas à falta de pessoal para atuar como recenseador", diz parte do comunicado. O Instituto não soube dizer ao certo quantos recenseadores ainda permanecem em atividades pelas ruas dos municípios de Mato Grosso do Sul.

Em Campo Grande, até o dia (13) de setembro, haviam cerca de 350 vagas ainda abertas para trabalhadores na Capital. O número de contratados não superou 500, de 816 vagas oferecidas, mas apenas cerca de 450 permaneceram no trabalho. Em todo o país, o IBGE conta com 95.448 recenseadores em ação, apenas 52,2% do total de vagas disponíveis.

Conforme dados do relatório, até ontem (02) de outubro, 1.167.011 (um milhão, cento e sessenta e sete mil e onze), pessoas haviam sido contadas em 407.812 casas do Estado.

Enquanto isso, até o dia (30) de setembro de 2022, 37.074 indígenas e 1.071 quilombolas já haviam sido contados. Ao todo, os números significam somente 54, 41% dos setores concluídos até o momento no Estado.

Dos entrevistados, 48,6% da população eram homens e 51,4% mulheres. Em âmbito nacional, foram recenseadas 104.445.750 pessoas, em 36.567.808 domicílios no país.

Desistência - A pesquisa começou a ser realizada no dia (1º) de setembro. Os recenseadores são remunerados por produtividade, com exigência de que trabalhem ao menos 25 horas semanais. Segundo o edital, recebem auxílio alimentação, transporte e pré-escola além de 13º e férias proporcionais.

Assaltos- Três dias após o início da pesquisa, uma supervisora e recenseadora do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) foram assaltadas por dois criminosos em Campo Grande, um deles armado, enquanto realizavam as entrevistas no Bairro Coophatrabalho.

Em menos de uma semana, mais um recenseador foi assaltado durante entrevistas do Censo 2022. O crime aconteceu na Rua José Passaralli, Vila Belo Horizonte, na tarde de quarta-feira (10).

Nos siga no Google Notícias