A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

16/09/2019 11:10

Mandetta diz que queda de vacinação vai provocar retorno de doenças

Ministro Luiz Henrique Mandetta está em Ponta Porã, para lançar a semana de vacinação na região da fronteira

Leonardo Rocha e Helio de Freitas
Ministro Luiz Henrique Mandetta durante discurso, em Ponta Porã (Foto: Lilian Rech/RIT TV)Ministro Luiz Henrique Mandetta durante discurso, em Ponta Porã (Foto: Lilian Rech/RIT TV)

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse hoje (16), em Ponta Porã, na região de fronteira com o Paraguai, que a queda dos índices de vacinação no Brasil deve trazer o retorno de doenças infecciosas. Ele ponderou que estes dados chamaram sua atenção, quando assumiu a pasta.

“Nesta reconstrução do sistema de saúde teve erros e acertos, mas na análise indicadores, nos chamou a atenção à queda do índice (vacinação)”, disse Mandetta, no Lançamento da Semana de Intensificação de Vacinação nas Fronteiras, que vai ocorrer no âmbito do Mercosul (Mercado Comum do Sul).

Mandetta contou durante o evento que no ano passado, na fronteira entre Roraima e Venezuela, houve retorno do sarampo, devido a falta de cuidado e vacinação do país vizinho, que segundo ele, estava passando por dificuldades econômicas. “Por isto teve um surto em Roraima, que repassou para Manaus, que estava com baixa vacinação”.

O ministro continuou dizendo que o surto (sarampo) se deslocou a Belém (PA), tendo mais casos durante o carnaval daquele ano. “Ainda existia a preocupação com os navios europeus, que paravam em Santos, Bahia e Rio de Janeiro, havia vacinação no desembarque, fizemos alerta para estes estados”, relatou.

Também destacou que sobre o sarampo, foram 3,2 mil casos na cidade de São Paulo, mas que o ministro até entendeu pequeno (surto), devido o tamanho da sua população. “Em Mato Grosso do Sul teve apenas dois casos, que ainda foram importados, porque são pessoas que passaram por São Paulo”, explicou. (Veja o vídeo abaixo)

Evento – O lançamento da semana de vacinação na fronteira teve a participação também do ministro da Saúde do Paraguai, Júlio Daniel Mazooleni, em evento na Praça Lício Borralho, em Ponta Porã.

No final da manhã, a partir das 11h30, Mandetta segue para o lado paraguaio, onde vai até a tenda de vacinação na Cooperativa de Médicos do Paraguai, em Pedro Juan Caballero, que fica na Avenida Carlos Antônio López.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions