ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  27    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

MS apresenta tendência de aumento de casos de síndrome respiratória

Casos da síndrome sinalizam ocorrências da covid-19, entre outras doenças do sistema respiratório

Por Lucia Morel, com Agência Brasil | 02/12/2021 18:09

Mato Grosso do Sul está entre os 13 estados brasileiros onde, segundo o Boletim Infogripe, da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), há tendência de crescimento de casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) nos próximos meses. Casos da síndrome sinalizam ocorrências da covid-19, entre outras doenças do sistema respiratório.

Além de MS, Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Rio de Janeiro, Rondônia e São Paulo estão entre os que podem apresentar aumento.

“No dado nacional, embora se mostre como um crescimento leve, podendo ser compatível com cenário de oscilação em torno de valor estável, a análise por faixa etária indica que se trata de aumento em todas as faixas etárias abaixo de 60 anos”, destacou o boletim.

De acordo com o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe, na população com 30 anos ou mais, o crescimento é relativamente pequeno, sendo mais expressivo e presente desde novembro em crianças, adolescentes e jovens adultos, na faixa de 20 a 29 anos.

O crescimento nos casos de SRAG entre esses jovens adultos pode estar associado ao aumento de casos de síndrome gripal causados pelo vírus influenza A (gripe). Gomes destacou, porém, que, para avaliação adequada dos resultados laboratoriais associados a casos recentes, é necessário aguardar algumas semanas para que essa informação seja atualizada no Sivep-Gripe pelas autoridades de saúde responsáveis (unidades de saúde da notificação ou secretarias de Saúde).

Até o princípio de novembro, manteve-se presença majoritária de casos associados ao vírus SARS-CoV-2 (covid-19) nessa faixa etária, bem como nos demais adultos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário