ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Por um ano, mais 53 postos de saúde abrirão à noite em MS

Unidades receberão recursos extras da Secretaria Estadual de Saúde para ampliar horário de funcionamento

Por Cassia Modena | 28/02/2024 08:36
Posto de saúde do Bairro Estrela Dalva, na Capital, já fica aberto até as 19h; outras quatro unidades ficarão até as 22h (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)
Posto de saúde do Bairro Estrela Dalva, na Capital, já fica aberto até as 19h; outras quatro unidades ficarão até as 22h (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

De 1º de março deste ano até 1º de março de 2025, mais 53 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e USFs (Unidades de Saúde da Família) terão horário de funcionamento estendido até as 22h em Mato Grosso do Sul. A medida foi autorizada nesta quarta-feira (28) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), que vai repassar verbas extras às prefeituras para isso ser possível.

Conforme publicou a secretaria no Diário Oficial do Estado, o atendimento noturno começará a partir das 17h. A prioridade dos serviços prestados no período será consulta por demanda espontânea do paciente; atendimento odontológico; teste rápido para infecções sexualmente transmissíveis (sífilis, HIV e Hepatites); e atendimento para casos de dengue e chikungunya.

Os postos de saúde que vão funcionar até à noite estão em Anastácio (2), Aral Moreira (2), Bataguassu (2), Batayporã (2), Bela Vista (6), Bonito (1), Campo Grande (4), Caracol (1), Cassilândia (1), Caracol (1), Cassilândia (1), Corumbá (1), Costa Rica (1), Deodápolis (3), Dourados (2), Glória de Dourados (1), Iguatemi, Inocência (1), Ivinhema (1), Ladário (1), Maracaju (1), Miranda (1), Nioaque (1), Ponta Porã (2), Porto Murtinho (1), Ribas do Rio Pardo (1), Rio Brilhante (2), São Gabriel do Oeste (1), Selvíria (1), Sete Quedas (1), Sidrolândia (1) e Três Lagoas (7).

Em alguns dos municípios, já há UBSs e USFs funcionando à noite. É o caso de Campo Grande, por exemplo, onde mais de 40 oferecem atendimento em horário estendido.

Eram 45 - Inicialmente, a SES previa custear o funcionamento estendido de 45 unidades, com o repasse de R$ 15 mil mensais. A reportagem questionou a assessoria da SES sobre a decisão de ampliar o número de postos de saúde contemplados para 53, e aguarda o retorno para acrescentar a esta matéria.

As prefeituras também receberão de R$ 60 mil a R$ 6,6 milhões da SES para a compra de equipamentos que vão desde ar-condicionado até aparelho de raio-x odontológico para equipar as unidades.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.



Nos siga no Google Notícias