ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Prefeitura estuda barreira sanitária para frear circulação ilegal de ônibus

Segundo secretário, desembarque de passageiros na rua ou em garagem é irregular

Por Aline dos Santos | 05/06/2020 08:26
Terminal Rodoviário de Campo Grande foi fechado nesta sexta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)
Terminal Rodoviário de Campo Grande foi fechado nesta sexta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)

A prefeitura de Campo Grande avalia ativar barreira sanitária no acesso à rodoviária para frear a circulação ilegal de ônibus. Nesta sexta-feira (dia 5), o Terminal Rodoviário Senador Antônio Mendes Canale, na Avenida Gury Marques, foi lacrado. Porém, ônibus continuou chegando e passageiros foram desembarcados em frente à rodoviária.

Vinda do Paraná, uma passageira disse que a empresa de ônibus informou que o desembarque seria na garagem. De acordo com o titular da Semadur (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana), Luís Eduardo Costa, qualquer modalidade de desembarque, na rua ou em garagem, é irregular. “Não pode, as duas estariam erradas”, diz.

Conforme o secretário, é avaliada a ativação de uma barreira sanitária para controlar o acesso. A rodoviária fica na saída para São Paulo.

O fechamento do terminal foi determinado pelo Decreto 14.332 como medida de prevenção ao novo coronavírus. Fechado pela primeira vez no dia 24 de março, o terminal estava reaberto desde 25 de abril.

Nesta sexta-feira, a rodoviária foi fechada com fita de isolamento, mas sem qualquer tipo de vigilância. O fechamento será por 30 dias, que pode ser prorrogado por igual período.