ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

Radares instalados para diminuir matança de animais na MS-040 são destruídos

Postagem feita em rede social parabeniza os atos de vandalismo e critica os defensores de radares ambientais

Jhefferson Gamarra | 04/09/2023 17:10
Um dos equipamentos destruídos às margens da rodovia (Foto: Direto das Ruas)
Um dos equipamentos destruídos às margens da rodovia (Foto: Direto das Ruas)

Radares de velocidade que foram recentemente instalados nos 244 quilômetros da rodovia MS-040, entre Campo Grande e Santa Rita do Pardo, para diminuir a mortalidade de animais silvestres têm sido alvo de vandalismo.

Os equipamentos fazem parte do programa “Estrada Viva”, criado em dezembro de 2021 para monitorar rodovias com maior incidência de atropelamento de animais silvestres e propor soluções para a redução dos acidentes, que é o caso da MS-040, que possui alto índice de acidentes envolvendo atropelamento de antas.

Em outro trecho da rodovia, equipamento foi jogado ao solo (Foto: Direto das Ruas)
Em outro trecho da rodovia, equipamento foi jogado ao solo (Foto: Direto das Ruas)

Em entrevista recente ao Campo Grande News, o diretor de Meio Ambiente da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos), Ednilson Lopes da Silva, confirmou a instalação de 11 pares de radares ao longo da MS-040 para garantir a prevenção da fauna e a segurança dos motoristas. Após o levantamento dos pontos considerados críticos feito pela Agesul, o Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) ficou responsável pela instalação e manutenção dos equipamentos.

Conforme apurado pela reportagem, em pelo menos dois locais, os equipamentos foram completamente danificados, inclusive em um dos locais, a empresa que atende o Detran precisou trocar duas vezes o equipamento devido à reincidência do vandalismo. Nas imagens obtidas pela reportagem é possível notar que os equipamentos foram destruídos através de ação humana.

Postagem comemorando a destruição dos equipamentos (Imagem: Reprodução)
Postagem comemorando a destruição dos equipamentos (Imagem: Reprodução)

Nas redes sociais, um perfil aparentemente fake expressa o “orgulho” da população em destruir os radares ambientais na estrada MS-040. O autor da postagem critica fortemente os ambientalistas e o conceito de radares ambientais, argumentando que eles não são eficazes para proteger a vida silvestre, pois os animais não são capazes de tomar decisões conscientes sobre onde atravessar em uma rodovia.

“Fico imaginando o que se passa na cabeça dessa gente que desenvolve esses programas e dos idiotas que apoiam isto. Desde quando um ser irracional tem condições de pensar ‘hmmm, aqui é perigoso’, vou andar mais 3 km e atravessar ali perto do KM 218 onde tem um radar a cada 700m, assim não morro atropelado”, diz a postagem.

Base de cimento mostra que o equipamento foi instalado recentemente (Foto: Direto das Ruas)
Base de cimento mostra que o equipamento foi instalado recentemente (Foto: Direto das Ruas)

O perfil ainda elogia a população por protestar contra os radares e ainda incentiva medidas semelhantes em todo o Brasil, sugerindo que os controladores de velocidade servem apenas para o governo arrecadar dinheiro.

“O povo mostrou sua indignação e quebrou tudo. Parabéns MS. Aqui o sistema é bruto, mas também é inteligente! Torcendo MUITO para que mais desses sejam derrubados Brasil afora”, incentivou o usuário.

O Detran foi procurado pela reportagem para informar a quantidade de equipamentos que foram danificados no trecho entre Campo Grande e Santa Rita do Pardo. Além disso, o órgão foi questionado sobre o tamanho do prejuízo para os cofres públicos com a troca dos radares, mas até a publicação da matéria não houve retorno. Os autores dos atos de vandalismo também não foram localizados.

Equipamento ao solo flagrado por um motorista (Foto: Direto das Ruas)
Equipamento ao solo flagrado por um motorista (Foto: Direto das Ruas)

 Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias