ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Rede privada pode reabrir com 30% dos alunos

Na rede municipal, retorno presencial é previsto para março, quando também se iniciam as atividades nas escolas estaduais

Por Marta Ferreira e Ana Paula Chuva | 15/01/2021 17:17
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Reunião entre autoridades e representantes das escolas particulares decidiu que as aulas na rede privada vão recomeçar como estavam ao fim do ano passado: restritas à capacidade de 30%.

Cada escola tem o seu calendário de início do ano letivo e se vai manter o modelo de aulas virtuais, ou ainda fazer revezamento para cumprir o limite de alunos em sala de aula previsto por decretos baixados em 2020, como forma de prevenção ao novo coronavírus.

Para a rede municipal de ensino em Campo Grande, o retorno marcado para 8 de fevereiro, será ainda com aulas remotas. A previsão de lições presenciais é para março, a ser confirmada.

Na rede estadual de ensino, o calendário de 2021 começam no dia 1º de março, no modo híbrido, com revezamento de alunos entre atividades in loco e pela internet.

Segundo explicado aos jornalistas, seguem todas as recomendações de adoção de medidas de biossegurança, para proteger crianças e adolescentes do contágio pela covid-19. A doença já matou  mais de 1,1 mil pessoas em Campo Grande desde maio do ano passado.

Concordamos - A promotora Vera Frost, que conversou com os jornalistas, disse que o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), onde ocorreu a reunião, disse que o órgão é favorável ao retorno gradual das escolas.

De acordo com ela, existe preocupação com as famílias dos alunos, que muitas vezes depende da merenda até por questão de saúde.

A realidade preocupa, sabemos que a estrutura da escola privada é superior à escola pública, mas estados e municípios tiveram o ano todo para se preparar e encontrar encontrar soluções”, comentou Filomena Fluminhan, a outra promotora que atua no comitê de enfrentamento à covid-19.

 A reunião teve a presença do secretário de Saúde José Mauro Pinto e do Superintendente de Políticas Educacionais da Semed (Secretaria Municipal de Educação), Waldir Leonel.

Placa alerta para a necessidade de uso de álcool 70% pelos alunos na precaução à covid-19. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Placa alerta para a necessidade de uso de álcool 70% pelos alunos na precaução à covid-19. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário