ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Trânsito de Mato Grosso do Sul matou 65 pessoas em 8 meses de 2021

De janeiro a agosto, foram registrados 10.661 acidentes envolvendo 15.525 veículos em todo o Estado

Por Jhefferson Gamarra | 13/10/2021 14:28
Acidente que matou jovem motociclista em abril deste ano em Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Acidente que matou jovem motociclista em abril deste ano em Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Mato Grosso do Sul registrou 65 óbitos no trânsito entre janeiro e agosto de 2021. Dados do registro nacional de acidentes e estatísticas de trânsito do Ministério da Infraestrutura, apontam que no período, foram registrados 10.661 acidentes envolvendo 15.525 veículos no Estado.

Janeiro foi o mês mais fatal no trânsito, onde foram registrados 11 óbitos. O mês com menor número de mortes foi fevereiro, onde foram registrados apenas 4 óbitos. Os meses seguintes, março e abril, registraram 9 óbitos cada. Em maio, foram 10 mortos. Em junho e julho, foram 8 óbitos cada e em agosto, último mês de dados, foram 6 vítimas fatais no trânsito.

Com uma frota total de 1.712.583 veículos para uma população de 2.841.580 pessoas, os números de referência apontam que a taxa de mortalidade no transito sul-mato-grossense é de 4,57 para cada 100 mil habitantes ou 0,56% para cada 10 mil veículos em circulação.

Os números revelam ainda que das 65 pessoas mortas, 98,8% estavam conduzindo o veiculo. Deste total, 71,1% eram do gênero masculino e em 72,23% dos casos, os motoristas estavam com suspeita de embriaguez.

Quase metade das mortes aconteceram em Campo Grande, dos 6.293 acidentes ocorridos na Capital, 28 pessoas tiveram óbito confirmado. A Capital, que possui uma população de 916.869, tem uma frota de 629.809 veículos.

Em 2021, os valores mostram inicialmente uma tendência de diminuição nos óbitos na comparação com anos anteriores, embora ainda faltem 3 meses para o fim do ano. Em 2018, foram registrados 274 óbitos no trânsito; 188 em 2019 e 137 em 2020.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário