ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Vítima de covid-19, morre fundadora do Colégio Alexander Fleming

Dulce Botelho Ferreira é a segunda diretora de escola de Campo Grande que morreu por conta da covid-19

Por Paula Maciulevicius Brasil | 30/12/2020 09:48
Dulce Botelho Ferreira, a tia Dolly, morreu aos 79 anos, vítima de covid-19.
Dulce Botelho Ferreira, a tia Dolly, morreu aos 79 anos, vítima de covid-19.

Morreu na manhã de hoje, a professora Dulce Botelho Ferreira, de 79 anos, mais conhecida como "Tia Dolly". Fundadora do Colégio Alexander Fleming, em 1981, Dulce estava internada com covid-19 na UTI do Proncor há pelo menos uma semana.

Segundo informações da direção da escola, Dolly teve uma parada cardíaca nesta manhã e não resistiu. O marido, Vítor Hugo Bordignon também foi diagnosticado para covid, mas num quadro bem mais leve e se recupera em casa.

No comunicado oficial publicado na página do Facebook do colégio, uma foto de tia Dolly foi colocada em preto e branco seguido das datas de nascimento, 24 de fevereiro de 1941 e da morte hoje (30).

"Comunicamos com tristeza o falecimento da nossa querida Tia Dolly. No momento não temos informações sobre o sepultamento. Agradecemos o carinho e orações de todos."

Tia Dolly no Colégio Alexander Fleming. (Foto: Arquivo Pessoal)
Tia Dolly no Colégio Alexander Fleming. (Foto: Arquivo Pessoal)

Dolly é a segunda diretora a morrer de covid-19 em Campo Grande. No último dia 18, Claudinea Amorim Barbosa, dona e diretora pedagógica do Instituto de Educação e Cultura, O Quintal Metropolitano também perdeu a batalha para a doença.

Ao lado do marido, Vítor Hugo Bordignon, Dolly fundou o Alexander Fleming em 23 de janeiro de 1981 na Capital. O colégio tem cerca de 800 alunos a partir dos 2 anos de idade até o 3º ano do Ensino Médio, e um corpo docente de 80 profissionais.

Por diversas vezes Dolly foi homenageada na Câmara Municipal e também na Assembleia Legislativa pelos serviços prestados à educação.

O corpo de Dulce será enterrado no cemitério Parque das Primaveras, em Campo Grande.

*matéria editada às 11h17 para acréscimo de informação.

Nos siga no Google Notícias