A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

08/03/2019 14:20

Comissão de deputadas virá a MS ouvir mulheres vítimas de violência

Além de MS, grupo criado hoje visitará São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, além do Distrito Federal

Silvia Frias
Ato de criação do grupo foi feito ontem, em reunião com presidente da Câmara, Rodrigo Maia (Foto: Luís Macedo/Câmara dos Deputados)Ato de criação do grupo foi feito ontem, em reunião com presidente da Câmara, Rodrigo Maia (Foto: Luís Macedo/Câmara dos Deputados)

Comissão externa formada por deputados de partidos governistas e de oposição virá a Mato Grosso do Sul, um dos estados listados como um dos quatro com maiores índices de registro de violência contra a mulher para ouvir relato das vítimas. O ato de criação da equipe foi realizado hoje, mas a comissão será instalada oficialmente no dia 26 de março.

O ato foi realizado simbolicamente no Dia Internacional da Mulher, com participação de cinco parlamentares, número mínimo exigido, porém, o colegiado deve começar os trabalhos com 15 deputadas. “Todas queriam participar, mas vamos chegar a um número que represente cada região, cada estado [entre os] que têm números mais alarmantes de violência contra a mulher e casos de feminicídio”, disse Flávia Arruda (PR-DF).

Na lista da comissão estão os cincos regiões que mais registraram este tipo de ocorrência: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também participou do ato.

Segundo Flávia Arruda, a comissão dará voz às mulheres agredidas. “Onde houver um agressor, nós estaremos presentes para dar voz, dar luz, cobrar protocolos de atendimento, acolhimento a essa mulher.” Ao final dos trabalhos do colegiado, que poderá durar toda a legislatura, será apresentado um relatório com as conclusões do trabalho, que poderão embasar projetos de lei que auxiliem no combate à violência contra a mulher.

Painel - O Senado também aproveitou o dia de hoje e, por iniciativa do Observatório da Mulher contra a Violência, lançou o novo Painel de Violência contra as Mulheres.

A ferramenta serve para de consulta sobre indicadores, com acesso interativo, que relaciona dados de diversas fontes para oferecer um panorama da violência contra mulheres no Brasil.

O painel consolida, sistematiza e apresenta dados oficiais de homicídios, agravos de notificação da saúde (violência doméstica), ocorrências policiais e processos judiciais relacionados à violência contra mulheres no Brasil e por cada estado nos últimos anos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions