A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/04/2016 18:44

Administrativos da educação aprovam reajuste, mas querem incorporação

Categoria pede que abono de R$ 200 proposto pelo governo seja integrado ao salário

Nyelder Rodrigues
Servidores decidiram nesta quinta-feira que vão aceitar o reajuste proposto (Foto: divulgação Fetems)Servidores decidiram nesta quinta-feira que vão aceitar o reajuste proposto (Foto: divulgação Fetems)

Em assembleia realizada na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) nesta quinta-feira (14), os representantes sindicais dos servidores administrativos em educação de todo o Estado acataram o reajuste salarial de R$ 200 oferecido pelo Governo do Estado, porém, condicionaram a decisão à incorporação do valor no salário base.

Os R$ 200 oferecido pelo Governo são em forma de abono, mas o servidores pedem que, até outubro deste ano, o valor seja incorporado. Conforme o secretário de Funcionários Administrativos da Fetems, Wilds Ovando Pereira, o valor oferecido representa reajuste que vai de 10% a 20% para a categoria, dependendo do salário recebido.

Atualmente, um agente de atividades educacionais, com recebimento de profuncionário e na faixa de carreira A, ganha R$ 1.107,24. Com o reajuste, o valor subirá para R$ 1.307,24, ou seja, 18,06% de aumento - o que representa ganho já, que o valor está acima da inflação.

A reunião desta quinta-feira na Fetems recebeu cerca de 500 delegados sindicais representando os 73 Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) existentes no Mato Grosso do Sul. A assembleia realizada na federação é a instância maior para decisões relativas às negociações sindicais.

A proposta agora será enviada pela Fetems ao Governo do Estado, abrindo negociação para garantir a incorporação. Os sindicalistas que querem que seja criada legislação para regulamentar a questão.

"Iremos comunicar o poder público de nossa decisão e lutar para garantir que até outubro eles acatem nossa solicitação e que haja uma legislação para nos dar garantias", afirma o presidente da Fetems, Roberto Botareli.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions