A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/02/2010 15:45

Alicerce da família, avó chora perda de neto no trânsito

Redação

Mesmo abalada após o acidente que matou o neto Marcos Martins, 11 anos, esta manhã em frente à nova rodoviária de Campo Grande, Nucilda Eugenia dos Santos de Brito, de 51 anos foi a "escolhida" para reconhecer o neto e providenciar o enterro, quase 6 horas após o acidente.

Foi a avó a única pessoa localizada pela Polícia Civil para registrar o Boletim de Ocôrrência do acidente e liberar o corpo da criança. O atraso em localizá-la fez com que o corpo do menino ficasse dentro do carro da funerária de plantão das 10h30 até às 16 horas, em frente à delegacia, quando os tramites foram feitos, normalmente, em uma hora.

A história da família envolve mais de um drama. A mãe, Edilaine Eugênia Martins, de 32 anos, tem outros quatro filhos e está na Santa Casa, acompanhando o filho caçula, internado com pneumonia. O pai mora em outra cidade. O avô de Marcos, que também se acidentou, deve passar por uma cirurgia para corrigir uma fratura na perna.

Marcos era o mais velho dos quatro irmãos. Avós, mãe e filhos moram no bairro Los Angeles. Na manhã desta sexta-feira, Marcos e seu irmão gêmeo brigaram para acompanhar o avô, autônomo, em uma visita a uma cliente para recebimento de débitos.

O irmão tinha treino na escola e não pode ir. Extremamente abalada, a avó diz que a mãe ainda não acredita que o filho morreu.

Lidando com a perda do neto e os ferimentos do marido, Nulcida encontra forças para lembrar de Marcos.

Enquanto registrava o caso da delegacia e fazia a liberação do corpo do menino, relembrava o que o neto mais gostava de fazer: dançar hip hop com o irmão. "Mandei muitos e-mails ao Faustão para que eles pudessem dançar lá", relembra.

Agentes da Central Estadual de Transplantes já se reuniram com Nulcida sobre a possibilidade de utilizar as córneas do garoto. A decisão será da mãe, mas a avó torce: "Pelo menos algo dele permanece entre nós".

Marcos Martins, 11 anos, morreu atropelado por um caminhão às 10h30 de hoje, na Avenida Gury Marques, em frente à nova rodoviária de Campo Grande. Ele estava garupa da motocicleta pilotada pelo avô, quando o motociclista tentou uma ultrapassagem pela direita, caiu e o menino foi atingido pelo caminhão caçamba placas HQU-0649.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions