A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/09/2012 19:37

Procon multa 11 bancos e financeiras, após muitas queixas

Nyelder Rodrigues

O Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor em Mato Grosso do Su) notificou nesta terça-feira 11 instituições financeiras por causa do alto índice de reclamações de consumidores quanto a contratação de crédito consignado e a má qualidade do atendimento, como a formação de filas além do permitido.

As instituições notificadas foram o Banco do Brasil, Panamericano, Bradesco S.A., Bradesco Financiamentos, Santander, BV Financeira, BMG, Cruzeiro do Sul, BGN AS, Matone e Daycoval, conforme informações do site do Procon.

De acordo com o superintendente do Procon, Alexandre Rezende, as notificações são ações enérgicas que fazem parte da comemoração aos 22 anos do Código de Defesa do Consumidor. Ao todo, as multas chegam a cerca de R$ 1 milhão.

Ainda conforme Alexandre, foram agrupados vários processos com reclamações de consumidores, buscando fundamentar o melhor possível as notificações. Os principais problemas são relativos aos créditos consignados, vindo o atendimento em seguida.

Além das multas, serão feitas ações de orientação aos consumidores na Capital. “Hoje foi feita distribuição de material educativo no Shopping Campo Grande, e amanhã acontece no Pátio Central. O Camelódromo será o local da campanha na quinta e o Shopping Norte Sul Plaza na sexta. A distribuição termina no domingo, no tradicional ponto de entrega de jornais na Afonso Pena, ao lado da Praça Ary Coelho”, explica o superintendente.

O objetivo do material é conscientizar a população sobre o consumo sustentável e não cair em armadilhas. Em encontro nacional entre Procon, foi constatado que um dos principais problemas dos consumidores é o sistema financeiro com a grande oferta de crédito consignado, o que acaba gerando um endividamento excessivo na população.

Código de defesa -Apesar de ser considerado um dos melhores do mundo, o código de defesa do consumidor brasileiro ainda precisa de aperfeiçoamento. “Já tramitam mudanças que vão aprimorar o código, principalmente nas questões de compras pela internet, lesão coletiva e endividamento, que é o maior problema do consumidor brasileiro”, conta Alexandre.

O superintendente do Procon-MS também adianta que, em breve, será feita uma ação nacional para inibir o problema do endividamento, além da alertar sobre os riscos de contratar empréstimos com os “Pastinha”, pessoas que fornecem o serviço indo a casa das pessoas, que muitas vezes assinam os papéis sem saber o que está contratando de fato.

Procon alerta sobre empréstimos consignados, em Dourados
O Procon de Dourados, cidade distante 233 quilômetros de Campo Grande,aderiu a uma campanha de alerta em relação aoempréstimo consignado e, durante t...
Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


eu já pensava que o procon não servia pra nada, toda a vez que fui, nada fizeram,peguei fila pra eles me dizerem, entra na justiça, quando na verdade o procon tem o poder de negativar e multar as empresas que erram com o consumidor, outro orgão que nada faz contra os bancos é a defensoria pública do juizado das pequenas causas, quando precisei a defensora me disse ¨estou envolvida e não posso pega
 
claudenir arlindo anderson de angelo em 12/09/2012 10:11:23
isto é conversa mole do PROCON, todo dia a gente vê que esses bancos levando notificações, multas e nada, não se resolve é nada, é só ir na Caixa e Banco Brasil, é um descaso total, ainda mais se vc disser que servidor publico,
 
marcos silva em 12/09/2012 08:13:36
Para funcionar com firmesa teria que multar e fechar a instituição até o pagamento da multa e na próxima falta, reinscidencia, ser fechada
 
luiz alves em 12/09/2012 07:56:53
No Brasil não se faz leis para cumprir e sim para advogado ganhar dinehiro recorrendo. Lei tem que ser cumprida no ato. Duvido que algum Banco pague multa. É so propaganda.
 
luiz alves em 12/09/2012 07:39:43
Gostaria que alguém me respondesse uma pergunta: Se (eu disse SE) os referidos bancos chegarem a pagar essa multa, ela vai pra conta de quem?
O consumidor, que foi o mais prejudicado, não vai receber um centavo. To certo?
Falo isso pq sempre leio essa lorota de que o procon multou A, B ou C. E vez ou outra estou entre os prejudicados. Mas nunca me deram R$ 1,00. Pode isso?
 
André Péricles em 12/09/2012 07:36:28
Resta saber se pagarão as multas que forem aplicadas....pelo que ficamos sabendo, as emrpesas contestam e no fim nunca pagam....
 
Roberto Lima em 12/09/2012 06:53:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions