A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

14/09/2010 09:24

Alvo de denúncias, presidente de sindicato pede licença

Redação

O presidente do Sinsemd (Sindicato dos Servidores Municipais de Dourados), Romanci Venâncio da Silva, pediu licença de 30 dias para tratamento de saúde. O nome do dirigente aparece no livro "A Máfia do Paletó", do ex-secretário de governo de Dourados, Eleandro Passaia.

Silva teria pedido emprego para o filho e também um "mensalinho" de R$ 1 mil reais. "(...) Fui procurado pelo presidente do sindicato dos servidores municipais de Dourados (SINSEMD). Romanci Venâncio da Silva me apresentou uma conta trapaceira, mas lucrativa para os cofres do município", diz o trecho do capítulo "Sindicato e Conselhos também se corrompem".

Membros do sindicato, que não quiseram se identificar, disseram que será preparado uma Assembleia Geral para "limpar a casa". Por conta dos problemas internos, o sindicato não participa de nenhuma manifestação no município.

O livro cita que Romanci negociou reajustes salariais menores para acordo salarial dos servidores, em troca de vantagens pessoais. Ele pediu um emprego para seu filho e salário de R$ 1 mil reais por mês. Ari Artuzi teria aceitado o acordo.

Em entrevista por telefone, Romanci disse que as denúncias são vazias e que tem de ser apuradas. Ele garante que pediu licença por estar "um pouco doente" e que a Assembleia Geral irá tratar de assuntos da diretoria. Ele não informou qual seria sua enfermidade.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions