A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/08/2009 07:58

Amambai contesta falha em monitoramento da gripe

Redação

A Secretaria de Saúde de Amambai explicou hoje porque não foi coletado material para exame do homem de 28 anos que morreu no sábado sob suspeita de gripe suína.

Segundo o secretário Ednor Bampi, quando o paciente foi atendido pela primeira vez, não apresentava os sintomas da doença provocada pelo vírus H1N1, como febre alta e dores pelo corpo. "Só no sétimo dia ele teve essas complicações, mas o protocolo diz que o material nesses casos tem de ser coletado até o terceiro dia de manifestação da gripe", justifica.

Ele avalia como pouco provável a morte por gripe suína, porque o quadro indica tuberculose, apesar de ser uma das doenças associadas ao H1N1.

O fato é que até o momento o atestado de óbito não foi assinado e só deve ser fechado quando chegarem os resultados de testes feitos para detectar se o paciente realmente tinha tuberculose, o que deve acontecer atpe o fim da semana.

A família do homem é monitorada. "Mas nem a esposa apresentou qualquer sintoma", garante Bampi. O contágio se manifesta entre o segundo e o sétimo dia de contado com a pessoa infectada.

"Estamos trabalhando direto, sábados e domingos também, para prevenir a doença e atender os pacientes, não temos porque esconder casos," comenta o secretário.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions