ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  07    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Amantes esquartejaram homem em Prudêncio Thomaz

Por Redação | 15/10/2009 09:05

Adriana Lopes, 29, e o amante dela, Egídio Maldonado, estão presos na delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante acusados de matar e esquartejar o trabalhador rural Wilson Barreto Cardoso, marido de Adriana.

O crime ocorreu no início de setembro, no distrito de Prudêncio Thomaz. O corpo de Wilson foi encontrado no rio Vacaria, no dia 16 do mês passado.

As investigações conduzidas pelo delegado Elias Pereira Soares chegaram aos acusados nesta quarta-feira. Presos, os amantes confessaram o crime e disseram que mataram Wilson Cardoso porque ele descobriu o caso entre Adriana e Egídio. No dia do crime, segundo a história contada pelos acusados, Adriana e Wilson discutiam quando Egídio se aproximou e deferiu uma pedrada na cabeça do trabalhador rural.

Eles arrastaram o corpo até as margens do rio Vacaria, onde Egídio desferiu vários golpes no peito e barriga de Wilson. Com a ajuda da mulher, Egídio esquartejou o corpo antes de atirá-lo ao rio. Os acusados contaram que Egídio cortou a cabeça, o abdome e os órgãos genitais e Adriana decepou as pernas e braços do marido. Com o esquartejamento eles acreditavam que o corpo pudesse ficar submerso no rio. Adriana e Egídio estão com prisão preventiva decretada pela Justiça.