A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

20/11/2014 10:28

Após 22 anos, engenheiro agrônomo é eleito presidente do Crea/MS

Edivaldo Bitencourt
Novo presidente do Crea é engenheiro agrônomo (Foto: Divulgação)Novo presidente do Crea é engenheiro agrônomo (Foto: Divulgação)

Na eleição mais disputada desde 2002,um engenheiro agrônomo foi eleito, após 22 anos, para comandar o Crea/MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul).

O engenheiro agrônomo Dirson Artur Freitag foi eleito com 850 votos. O último profissional desta área a comandar a entidade foi o ex-secretário estadual de Meio Ambiente, Márcio Portocarrero, em 1993. Freitag é o terceiro agrônomo a ocupar o posto. O primeiro foi Eduardo Serafim em 1987.

A apuração terminou por volta das 23h de ontem e o resultado foi o seguinte: Freitag com 850 votos e os engenheiros civis José Carlos Ribas (672), Domingos Sahib Neto (293 votos) e Ronaldo Honori de Rezende (211).

O engenheiro Jean Saliba foi reeleito diretor-geral da Mútua, com 1.018 votos, contra 808 de Marlon Brandt.

História - Desde 2002 as eleições do CREA-MS não tinha tanta concorrência. Com quatro chapas em 2014, há doze anos os engenheiros e agrônomos tiveram que decidir entre oito chapas.

De acordo com a assessoria de imprensa do CREA-MS, a eleição com o maior número de candidatos foi em 2002, quando oito pessoas disputaram a presidência.

Está é a primeira vez, nos 35 anos do conselho, que os arquitetos não participam das eleições, já que em 2011 foi criado o CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo). Eles ainda votaram nas últimas eleições, mesmo não participando de chapas, pois, segundo a assessoria, conseguiram um mandado de segurança para autorizar o voto.

O único candidato que não votou em Campo Grande, Dirson, revelou que a sua base é a representatividade do conselho na Capital. “Temos que ter uma presença maior em vários setores da sociedade”, assegurou.

O voto não é obrigatório e 10.537 profissionais estavam aptos a votar.

Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions