A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/04/2011 11:44

Após determinação judicial, Unei é reformada e entregue já superlotada

Aline Queiroz

Unidade receberá 65 meninos e tem capacidade para 54

Unei reformada recebe adolescentes amanhã. (Foto: Simão Nogueira)Unei reformada recebe adolescentes amanhã. (Foto: Simão Nogueira)

Interditada em agosto do ano passado por determinação judicial, a Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco, na saída para Três Lagoas, em Campo Grande, foi reformada e a inauguração da obra feita esta manhã. Foram entregues hoje vagas para 54 adolescentes e serão levados ao local pelo menos 65 garotos que estão na Unidade Provisória, localizada na saída para Aquidauana.

A superlotação é um dos problemas enfrentados pelo poder público e o MPE (Ministério Público Estadual) propõe a criação de quatro centros regionais além de uma unidade na Capital.

De acordo com a promotora da Infância e da Juventude, Vera Aparecida Cardoso, as unidades só não estão mais lotadas porque o MPE e o juizado trabalham com prazos menores para a internação.

“Adotamos a demanda refreada para evitar que eles fiquem menos tempo internados”, explica a promotora, que participou esta manhã da inauguração da reforma do prédio.

Somente em Campo Grande, existem 120 adolescentes internados em quatro unidades. O juiz da Vara da Infância e da Juventude, Danilo Burin, também afirma que existe ainda pedidos para transferências do interior do Estado.

Apenas os casos “gravíssimos” são atendidos, segundo o magistrado. Ele explica que recebe em média quatro solicitações para transferências do interior.

Danilo Burin esclarece que não é possível dimensionar o déficit de vagas. “Sabemos que existe”, completa.

O superintendente responsável pelo cumprimento das medidas sócio-educativas, coronel PM da PM (Polícia Militar) Hilton Vilassanti, anunciou esta manhã que já no próximo mês será inaugurada a entrega das obras de Dourados, para Corumbá será em agosto e Três Lagoas será aberta a construção de uma nova unidade aos moldes da que funciona em Ponta Porã.

Na construção da Unei de Três Lagoas serão investidos R$ 6,7 milhões.

Cela está pronta para receber adolescentes.Cela está pronta para receber adolescentes.

Reincidência - A promotora Vera Aparecida acredita que o índice de reincidência chegue a 45% e o juiz Danilo Burin estima que seja de 30%.

Para eles, a falta de uma política para o tratamento de dependentes químicos esteja relacionado ao percentual, classificado como altíssimo.

A promotora e o juiz consideram que seja importante colocar dentro das Uneis profissionais capacitados para o tratamento contra as drogas.

Unidade - De acordo com o coronel Hilton Vilassanti, foram investidos R$ 2 milhões na reforma da Unei Dom Bosco, descrita ano passado pelo juiz como “podre”.

Em julho do ano passado o juiz abriu as portas da unidade para a entrada da imprensa. Havia baratas pelas paredes e os adolescentes reclamavam das condições dos alojamentos.

Os garotos afirmavam à época que tomavam banho com a água do vaso sanitário. Com a reforma da Unidade, os adolescentes terão chuveiro com água quente.

A iluminação dos alojamentos foi elogiada pelo juiz. As salas de aula foram reformadas e tem até um setor de informática com 25 computadores.

Os adolescentes serão levados à Unei Dom Bosco amanhã.

Mais obras - Na unidade é construído mais um bloco e, com a entrega desta parte da obra, o número de vagas chegará a 80.

A estimativa do diretor Guilhermo Aguiar é de que os alojamentos possam ser usados no começo do segundo semestre.

O juiz explica que os garotos de menor periculosidade deverão ficar nestes alojamentos que estão em construção.

Juiz manda interditar Unei improvisada a pedido da Defensoria
O juiz da Vara da Infância e Adolescência de Campo Grande, Danilo Burin, determinou hoje a interdição da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom...
Mulher vai presa ao levar droga para o filho na Unei Dom Bosco
Ela conseguiu entrar com a maconha, mas a droga foi descobertaUma mulher levando maconha escondida conseguiu entrar neste sábado na Unei (Unidade Edu...
Seis internos fugiram da Unei Dom Bosco nesta madrugada
Só neste, nove internos conseguiram fugir do localSeis internos da Unei (Unidade Educacional de Internação Masculina) Dom Bosco fugiram na madrugada...


A verdade é a seguinte senhores, enquanto não houver uma assistência por parte do governo às familias mais carentes quanto ao controle de natalidade, pois existem mães muito pobres que possuem mais de 5 filhos e não tem perspectiva, desses filhos muitos viverão na marginalidade onde a possibilidade de virar um delinquente é muito grande, o controle de natalidade é uma saída.
 
Sandro Lima em 08/04/2011 07:28:54
Quando é que os nossos gestores públicos vão entender que é muito mais conveniente, sob todos os pontos de vista, investir mais na sobrevivência da instituição família e educação pública de qualidade, para que a marginalidade juvenil diminua ? Depois que o ensino religioso foi banido das escolas, leis mal elaboradas e de efeito duvidoso foram promulgadas como: estatuto da infância e adolescência, proibição do trabalho ao menor de 16 anos e outras tais que minaram a solidez da instituição família, não há mais estabelecimentos educativos(educativos???) de retenção do menor que chegue.
 
Helois Braga em 07/04/2011 12:22:36
Enquanto alguns estão preocupados com o banho quente desses "meninos",estou muito preocupado com a segurança da minha família. Esses menores estão cometendo atrocidades na rua e a justiça está preocupada com a superlotação da Unei, aplicando medidas mais "brandas" pra que fiquem menos tempo nas unidades. Autoridades , eduquem esses menores , mas façam com que realmente paguem pelos seus atos. A sociedade está há muito mais que TRES anos presa, atrás das grades da insegurança !
 
george conrado em 07/04/2011 08:10:04
Infelizmente os direitos de um transgressor estão sendo mais atendidos do que de um trabalhador, sera falta de um defensor da justiça para os trabalhadores?
 
Gilberto Silas em 07/04/2011 05:19:27
Gostaria eu de prever o futuro, só para saber quanto tempo a rapaziada vai demorar para arrumar uma desculpa esfarrapada para quebrar tudo e por fogo.
Provem para mim ao contrario!!! Não é isso que sempre acontece??
Tomara Deus que eu esteja errado!!! O povo ja esta cansado de pagar a conta das prezepadas dos garotos( como o Fernando ai acima os taxou), contas estas carissimas por sinal, são colchões queimados, cobertores, escritorios, refeitorios, enfim tudo destruido e a sociedade que pague a conta.
Quem viver vera!!!!!!!!
 
Alfredo Carvalho em 07/04/2011 03:51:40
Que bom que esses "garotos" poderão desfrutar de instalações dignas. Chuveiro com agua quente, sala com informática e bem iluminadas. Os detentos dos presídios e outros estabelecimentos penais também deveriam deleitarem-se com estas e outras comodidades. Os adolescentes poderão trabalhar em hortas e outras atividades. Muito justo. Por que não podiam trabalhar antes, ajudar um pai no sustento honesto da casa? Que incoerência! Antes de ser apreendido, o menor não deve trabalhar, só e somente só estudar...depois do crime (digo ato infracional, menor comete homicidio, mas não um crime), pode! E as famílias que perderam a paz e a tranquilidade quando esses "meninos" cruelmente iterferiram em suas vidas! O Estado precisa agora gastar com cadeias, quando deveria ter e estar gastando com educação de verdade, proporcionando uma vida decente para seus cidadãos.
 
Fernando Andrighetti em 07/04/2011 02:06:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions