A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/03/2013 16:50

Após susto, pais comemoram a vida de menino que engoliu pilha

Paula Maciulevicius e Viviane Oliveira
A sonda que alimentava o menino foi retirada neste sábado. O que veio como presente para a família. (Foto: João Garrigó)A sonda que alimentava o menino foi retirada neste sábado. O que veio como presente para a família. (Foto: João Garrigó)

O domingo de Páscoa para uma família de Pedro Gomes foi de agradecimentos. A data ganhou duplo significado quando o casal viu o filho nascer de novo. Isael Arcângelo Rodrigues Salomão, 4 anos, hoje pula, brinca e até come chocolate. Cena que os pais custaram a acreditar que poderiam ver tão cedo, após o incidente da noite do último dia 16, quando a criança engoliu uma pilha.

A sonda que alimentava o menino foi retirada neste sábado. O que veio como presente para a família, que pode ver o filho se alimentar com as próprias mãos no Hospital Regional, em Campo Grande, onde está internado. “Agora ele está bem, conversando, se alimentando. É um alívio”, define o pai, também com o nome de Isael Rodrigues Salomão, 48 anos.

O servidor público mora com a família a 309 quilômetros de Campo Grande, em Pedro Gomes. Há duas semanas, na noite do sábado, dia 16 de março, o pequeno veio até ele desesperado em casa e pedindo ajuda, porque havia engolido a pilha do controle remoto. “Ele estava na cama quando engoliu a pilha do tamanho de uma moeda. Ele já veio chorando”, recorda o pai.

De imediato eles levaram a criança até o hospital municipal Demétria Albano Ramos. De lá a lembrança que Isael tem é do filho aos prontos. “Ele chorava muito e reclamava de dores na barriga”. Nos primeiros atendimentos que a criança recebeu, o pai conta que apesar do médico explicar os riscos de perfuração no intestino caso a pilha estourasse, não foi pedido nenhum exame de raio-x. O menino foi mandado para casa com a promessa de que a pilha sairia pelas fezes e uma receita de medicamento antiácido e buscopan para dor.

A partir daquela hora o coração dos pais apertou forte. De não saber o que poderia acontecer até pensar no pior. “Toda vez que ele ia fazer cocô, a gente levava para o quintal pra ver se a pilha tinha saído”, diz. Como não saiu, o casal entrou em desespero e na segunda pela manhã, foram até a Secretaria de Saúde do Município que orientou que a criança voltasse imediatamente para o hospital. A essa altura, Isael já nem se alimentava.

Atendido pela segunda vez o pequeno passou por raio-x que detectou a gravidade do problema. No mesmo dia ele já chegou para tratamento em Campo Grande. “A pilha estava no esôfago dele, quando chegamos à noite já foi feita a cirurgia na hora”, relata o pai.

O procedimento feito é semelhante ao exame de endoscopia. Nos próximos 11 dias, a família acompanhou a evolução do menino que se alimentou por sonda.

Neste domingo, o Campo Grande News pode ver o presente de Páscoa que a família Salomão ganhou. Isael mal parava quieto no quarto do hospital. Alegria de criança que não se contém com visitas. A mãe ainda não havia chegado, é porque sem familiares por perto, eles ainda tiveram de revezar o atendimento ao menino. Ele durante o dia e ela pela noite toda.

“Se demorasse mais um pouco poderia ter sido fatal. O grande problema foi o material que se desprendeu da bateria e corrosivo, acabou criando uma ferida no esôfago”, relembra Isael pai que neste final de semana viveu o melhor da Páscoa, ver o filho bem.

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...


o novo farropilha lebro eu, agora vai falar muito vai virar radialista kkkkk graças a deus deu tudo meu garoto sorte
 
antoniobatista rodrigues em 01/04/2013 01:31:02
Sr. Profissional, se fosse seu filho o descaso seria o mesmo? Pilha não tem rodioatividade? Até quando vamos depender de pessoas que não demonstram amor para com o próximo? Que a Páscoa do Senhor Jesus nasça em seu coração e mude sua vida, Profissional da saúde.
 
leidir freitas em 31/03/2013 21:46:18
Nossa que medico manda dar Antiácido e buscopan para um garoto que
emgoliu uma pilia tamanho deuma moeda ,eu ja emgoli uma moeda mas
é desaforo viu, emves de pedi um raio-x nao manda para casa ese ele morre-
se seria cupa do medico por que ele nem deve te olhado na cara do menino
né?quem é ese medico?por que ele fes isso?grasas a noso senho jesus cristo
ele teve um milagre para nao te morido meu deus do séu mais um presentedese
é muito bom.

 
celia regina neitzke lezo em 31/03/2013 21:08:38
parabéns pelo pai tomar uma atitude e socorrer o seu príncipe, PQ se esperasse pelo socorro desta cidade que mora talvez poderia ser tarde . mas tem que alertar as autoridades competentes para tomar uma providencia e colocar profissionais capacitados e com muita experiencia para estes casos .
fico feliz por esta criança estar com uma saúde de ferro.


FELIZ PÁSCOA
 
GENILDO CARVALHO DA SILVA em 31/03/2013 19:34:35
Que médico é esse que atendeu essa criança pela primeira vez, um médico sem preparo nenhum para estar trabalhando em um pronto socorro e quanto mais em um hospital. Por isso que as pessoas morrem sem saber do que, com tipos de profissionais como esse. Parabéns ao segundo médico que atendeu esta criança, que de imediato fez o que tinha que fazer nesses casos.
 
ADENILSON JOSÉ REBEQUE em 31/03/2013 19:11:02
Lendo a matéria toda pude sentir o desespero da família, parabéns aos médicos e felicidades a toda a família, graças a Deus tudo correu bem!!!
 
Agenor B Oliveira em 31/03/2013 18:20:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions