A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 25 de Abril de 2018

21/02/2018 17:32

Após trégua, chuva fina atinge bairros de Campo Grande nesta quarta

Até ontem, durante a tarde, o acúmulo de chuva no mês já somava 188,0 milímetros, ante os 191,2 esperados para todo o período

Danielle Valentim
No Bairro Tiradentes, nuvens carregadas desenham o céu e anunciam a chegada de chuva. (Foto: Saul Schramm)No Bairro Tiradentes, nuvens carregadas desenham o céu e anunciam a chegada de chuva. (Foto: Saul Schramm)

Depois da chuvarada com curtos intervalos de pausa que atingiu Campo Grande nos últimos dois dias, o sol apareceu tímido durante a tarde desta quarta-feira (21) e, em alguns bairros das regiões norte e sul, já foi escondido com a chegada de uma chuva fina. Além da Capital, são esperadas pancadas de chuva em quase todas as regiões de Mato Grosso do Sul, podendo vir acompanhadas de trovoadas e ventos fortes.

Conforme o Capitão Pedroso, da Defesa Civil de Campo Grande, não houve registro de chuva forte, nesta quarta, mas chuva fina já chegou na região sul. Segundo leitores, garoa é registrada nos Bairros Caranda Bosque, Mata do Jacinto e Jardim Talismã, na região norte. No Bairro Tiradentes, nuvens carregadas desenham o céu e anunciam a chegada de chuva.

Até ontem, durante a tarde, o acúmulo de chuva no mês já somava 188,0 milímetros, ante os 191,2 esperados para todo o período. Os dados são da estação meteorológica da Uniderp. A explicação, conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), consiste na influência de uma área de instabilidade reforçada por centro de baixa pressão de ciclone extratropical que age na região sul do país. Há alerta para tempestades, ventos de 100 km/h e granizo.

Interior - O coronel e coordenador adjunto da Defesa Civil, Fábio Santos Coelho Catarineli estima que 76 mil pessoas tenham sofrido com as consequências da chuvas, desta terça-feira (20). Os dados abrangem desde casos extremos como de famílias atingidas por alagamentos até de quem tenha sofrido indiretamente com o temporal.

Além de Aquidauana (onde 40 famílias foram desabrigadas), em Bela Vista - a 322 quilômetros da Capital-, oito famílias também tiveram de deixar suas casas por conta da cheia do Rio Apa. Entre as cidades que mais demandam atenção estão as regiões de Aquidauana, Anastácio, Miranda, Bonito, Jardim e Coxim. Nesta terça-feira (20) a Ponte Velha em Jardim, teve de ser interditada por conta das cheias.

Em Coronel Sapucaia, Deodápolis e Itaquiraí, outra preocupação são as possíveis erosões que possam vir a surgir por conta do solo alagado e enxurradas, explica o coordenador.

Aquidauana – a 135 quilômetros da Capital – foi justamente o município onde mais choveu nesta terça-feira (20). Na cidade em 12h foi registrado 167,6 milímetros de chuvas. Por mensagens de celular os moradores foram alertados pela Defesa Civil sobre os riscos de temporal. O Rio Aquidauana ultrapassou 11 metros - o número não é exato, pois a régua está submersa -.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions