A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/04/2011 16:02

Artistas "enxugam" show para não ultrapassar horário determinado da Expogrande

Paula Vitorino

Dupla Munhos e Mariano deixou 15 músicas de fora do show

Dupla teve de encurtar show para respeitar TAC. (Foto: Assessoria)Dupla teve de encurtar show para respeitar TAC. (Foto: Assessoria)

Com horário pré-determinado para início e fim, os shows da Expogrande 2011 estão reduzidos e tanto o público da feira quanto os artistas estão tendo que se adaptar ao novo “estilo” das apresentações. Para os artistas, a dificuldade maior é ter que adequar o seu repertório ao curto espaço de tempo disponível, sem deixar que o show perca o brilho. A dupla Munhoz e Mariano, que se apresentou nesta quarta-feira (20), deixou de cantar 15 músicas previstas para o show.

De acordo com o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado entre os organizadores da Feira e o MPE (Ministério Público Estadual) no dia 29 de março, que garantiu a realização do evento, os nove shows liberados para acontecer na Expogrande devem terminar à meia-noite, exceto no caso dos shows de sexta-feira e sábado, que podem encerrar à 0h30.

De acordo com o acordo firmado, mesmo havendo problemas técnicos ou outros imprevistos, os shows não podem ultrapassar o horário estipulado. Com isso, o público pode acabar pagando o mesmo valor por um show “enxugado”.

Na apresentação de ontem, os cantores sul-mato-grossenses deveriam ter entrado no palco às 22h, mas devido a atrasos só começaram o show meia-hora depois do previsto. “Tivemos de atender a imprensa antes e acabamos tendo alguns problemas que causaram o atraso”, explica o cantor Munhoz da dupla.

Para os artistas, o horário “engessado” do show atrapalhou a apresentação e prejudicou, principalmente, o público, além dos próprios cantores.

“Ainda tinha muito mais coisa pro show, só cantamos 20 músicas das 35 que preparamos. O público estava animado, o show gostoso, mas tivemos que encerrar meia-noite por causa da multa. Os artistas têm que aceitar parar o show antes do fim e estão reclamando. Isso nunca aconteceu em nenhuma outra apresentação nossa”, conta Munhoz.

Munhoz ressalta que a mudança no horário tradicional dos shows afeta o público, que ainda não se adaptou ao novo hábito, e acaba perdendo o início da apresentação.

“O público tem o costume de chegar para os shows na exposição depois da meia-noite e, agora, nesse horário a apresentação já terminou. Ontem quando começamos o show o pessoal estava chegando e a meia-noite ainda tinha fila para entrar na exposição”, diz.

No entanto, ele esclarece que “é preciso cumprir a Lei e respeitar os vizinhos do parque”, mas admite que a apresentação acaba perdendo um pouco do brilho.

“Se continuar desse jeito não mais ficar legal a Expogrande. O ideal seria ter um local apropriado para as apresentações, porque assim ninguém era prejudicado e nós podíamos fazer nosso show sem preocupação com horário”, reclama.

Determinação - A multa para o show que descumprir o horário determinado no TAC é de R$ 100 mil, além da produtora do evento ficar proibida de realizar os shows dos próximos dias. A assessoria da JPL produções informou que os produtores de cada artista estão cientes do horário e quem descumprir corre o risco de ficar no escuro, pois os organizadores estão autorizados a desligar a energia elétrica.

Ainda segundo a produtora, a reclamação por parte dos artistas nacionais e do Estado é a mesma: ter o horário travado para terminar o show, sem poder determinar o momento certo para o encerramento da apresentação, conforme a animação do público.

A responsabilidade de fiscalizar o cumprimento do TAC durante os shows é da produtora JPL, que organiza os eventos. A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) informou que 23 fiscais ambientais da prefeitura fazem a fiscalização durante a Expogrande 2011 para que os acordos sejam cumpridos.



parabéns ao promotor essa badernaça tinha q acaba e aos filhinhos de papai q me desculpe pega suas cervejinhas e seus carrões e vão faze baderna até o sol ranha na casa de vcs e de preferencia q não incomodem seus vizinhos!!!
 
rodrigo rocha em 23/04/2011 12:39:36
A vizinhança se mudou para o lado da exposição sabendo que tem shows e ainda quer fica bravo? os incomodados que se mudem, qual a graça de show que acaba 12:00? show do restart é so quinta haha
 
Cássio Willian em 22/04/2011 12:30:25
Desde o começo achei legal sim a determinação do horário do fim dos shows, pois, muitas famílias levam crianças e antes fícávamos esperando até 01:30 para começar, o que causava mto cansaço, desânimo e stress. Hoje, se os cantores quizerem fazer show adequado e maravilhoso como antes, basta eles começarem o show antes também, com o repertório determinado. Pois, dessa forma tudo será LINDO e satisfatório para o público. Tipo: antes os shows começavam ás 01:30h e terminavam 03:30h, se foi determinado encerrar as 00:30h, é só começar ás 22:30h, tudo saírá de forma correta e perfeito.
 
ESTELA ALGARVE em 22/04/2011 11:21:38
Também colocaram a LEI SECA na expogrande né?
Pq R$ 3,00 na mini latinha de SKOL R$ 4,00 na água é pra ninguem beber mesmo auhauahuah.

 
Gledson Borges Damacena em 22/04/2011 10:58:31
Acho válido sim a lei do silêncio. Porém tem que haver bom senso. Nossa cidade já não tem muita coisa para fazer, é pobre de espaço para shows, teatro é de vez em quando, festas grandes (Unica) estão todas indo para Cuiabá, boates fechando (por causa da vizinhança que reclama)... Nossa CAPITAL tem que evoluir e está regredindo.
 
Vanessa Miranda Auto em 22/04/2011 10:55:42
Isso faz a cidade crescer?Nossa, Acorda para vida pessoal... Esse Acordo ai que favorece apenas a uma porcentagem de campo grande esta tirando o brilho da nossa capital. Viva a democracia, Pergunte para a população de Campo Grande e analise se é isto mesmo que todos querem.Palhaçada.Mas fazer o que ne?! Os interesses políticos ocultos por traz desta proibição não possibilita todos opinarem para ver se é melhor tirar o que é cultura em nossa Capital.
Parabéns a todos os políticos que ao pensar em seus interesses esquecem dos interesses da população e o para que realmente foram nomeados a defender...
Perdemos a Copa por descaso....
E agora estamos perdendo O brilho da nossa capital por méritos de VOCÊS Governantes... Parabéns ....
 
mariomar alberto em 22/04/2011 10:45:49
Há muiito tempo eu esperava pelo controle de horário. Todos estão de parabéns. PORÉM, valor cobrado pela entrada no parque de exposição é muito alto. Isso porque nele está incluido "ingresso" para o show. Se o tempo do show foi reduzido alguém está ganhando muito, Gostaria que o Ilustre Ministério Público verificasse também se a população "consumidor"não está sendo lesada.
 
marlene pereira em 22/04/2011 10:10:35
Parabéns às autoridades que fazem valer a lei que eles mesmos elaboraram. Porque ganhar dinheiro explorando o sossego dos outros não é justo!!!!
 
Valdemir Galeano em 22/04/2011 09:23:42
É muito bom acordos serem cupridos, faz a cidade crescer
 
josé paulo em 22/04/2011 09:20:09
Para quem não sabe existe a lei de pertubação do sossego alheio. Não moro perto do Laucídio, mas a justiça está de patabéns. A lei tem que ser válida para todos, não somente aos mais humildes que não podem ligar um rádio no fundo de casa. A população não acostumada a cumprir regras, por isso tal dificuldade em aceitar a determinação judicial. Vamos aprender a cumprir a lei e respeitar o proximo.
 
adriano pechefist em 22/04/2011 08:47:40
A promotoria está apenas cumprido a lei, que é para todos, sem excepção.
 
anderson em 22/04/2011 08:06:33
Mesmo assim, o Show de Munhoz e Mariano foi maravilhosoooooo.... não deixou a desejar como sempre, sucesso sempre
 
Cintia em 22/04/2011 07:56:19
Se ker q termine o show antes do horario acordado é só começar antes, muito simples
voce sabe q tem de parar o show X horas começa antes pra dar tempo....
Tbm só tem show porcaria nessa expo, só fui la a negocios
 
Rodrigo Oliveira em 22/04/2011 07:27:03
É isso ai, agora os artistas entram na hora q eles querem e acaba com horario definido. É simplismente ridiculo esse horário na exposição, e quem trabalha no shopping e estuda a noite??? Não pode ver o show neh, pq quando estamos chegando na expo, ja acabou o show. O direito de lazer das pessoas não existe mais, o povo véio e com cabeça fechada, só pensa em trabalhar e dormir, naum levam nem a mulher no restaurante mais... ai querem acabar com a diversão dos jovens. sem contar q a exposição anuncia 16 reais dia de quarta e chega lá, cobram 20. Falta de respeito de todos os lados. Ano que vem temos q burlar e naum ir nos shows se continuar com esse horário ridiculo!!!!! Parabéns promotor, esta fazendo um ótimo trabalho.(rsrs) Não quer barulho, vai morar na fazenda lá no meio do pantanal!!
 
Renato Xavi em 22/04/2011 05:23:29
Nossa, quanta falta de bom senso.
Para começar aprendam a escrever um português correto.
Esse pessoal reclama de tudo, nada está bom, sempre há um problema.
Quanta gente frustrada e infeliz nesse mundo.
Affff.
 
Roberta Andrade em 22/04/2011 04:49:45
""ISSO É VERGONHOSO PARA O NOSSO ESTADO UMA CAPITAL CUJA TRADIÇÃO É A EXPOGRANDE COM SEUS MARAVILHOSOS SHOWS, TER QUE SE PUNIDA JUNTO CONOSCO A "POPULAÇÃO" POR CAPRICHOS DE MEIA DUZIA DE GRANFINOS E POLITICOS QUE VISAM O PROPRIO BOLSO""
 
LUCIA SILVA em 22/04/2011 03:29:51
A Lei do silêncio só é válida para parques e shows? Pq o que tem de gente ligando o som do carro no máximo nas ruas de madrugada é um absurdo.
 
Vera Regina Cintra Rolim em 22/04/2011 02:41:01
Liga não Bruno, os 15 minutos de fama do promotor vão acabar no fim da Expogrande 2011, ai ninguém se lembrará sequer do nome dele. Aliás, qual é o nome dele mesmo?
 
Leonardo Reis em 22/04/2011 02:09:52
No minimo o presidente de bairro, que apareceu na televisão na quinta feira falando no ms tv deve ta querendo fazer alguma moral com o pessoal do jockey club porque, de presidente de bairro ele pode subir pra vereador, um deputado e quem sabe um prefeito né. Mais um Patrimonio Histórico como a exposição que nem prefeito a cidade tinha ainda e ja havia shows la, agora depois de tantos anos começou a atrapalhar??? Será que essas pessoas que se sentem atrapalhadas nunca foram em ao menos 1 show naquele parque quando eram mais novos ??
 
Elenil de Moura em 22/04/2011 01:30:05
Parabéns ao MPE e em especial ao promotor> Acordo é acordo. E tudo isso porque a responsável pelo local não fez a sua parte em fazer a coisa certa: cumprir a lei ambiental e investir no local. Ali é um local residencial e os moradores não podem ficar refém de meia duzia que só querem ganhar dinheiro. Que mandem os shows prá ficar a noite todo pro autódromo!!!
 
João André em 21/04/2011 10:37:46
Palhaçada, tanta coisa a ser feita dentro de nossa cidade, impedir que shows ou a expogrande que só é uma vez no ano seja executada de forma tradicional! Promotores, senhores de cultura que tem livre arbitrio digamos, dá uma passada nas UBS ( unidade basica de saude) etc...., e veja o dia-dia da coisa, tem muita coisa pra fazer não acha?
 
Anderson soares em 21/04/2011 10:04:04
Parabéns ao promotor, o acordo tem que ser cumprido.
 
francisco prado em 21/04/2011 04:41:29
Tudo por causa de um promotor aparecido querendo os holofotes...
 
Bruno Nodes em 21/04/2011 04:28:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions