A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019

18/11/2018 15:10

Assassinato em cela derruba chefe da polícia paraguaia

Marcelo Piloto matou namorada para atrasar processo de extradição para o Brasil

Gabriel Neris
Marcelo Piloto está preso há quase um ano Paraguai (Foto: ABC Color)Marcelo Piloto está preso há quase um ano Paraguai (Foto: ABC Color)

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, comunicou neste domingo (18) a demissão do comandante da Polícia Nacional, Bartolomé Baéz, após o traficante brasileiro Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo “Piloto”, ter assassinado uma jovem de 18 anos dentro da cela do Agrupamento Especialização de Assunção, onde é mantido preso. Também foi demitido do cargo o subcomandante da Polícia Nacional, Luis Cantero.

“Tomamos a decisão de substituir o comandante e o subcomandante da Polícia Nacional”, anunciou o presidente no Twitter.

Segundo o Ministério Público, Marcelo Piloto matou a jovem, identificada como Lidia Meza, de 18 anos, para evitar a extradição ao Brasil. A acusação é de que ele deu pancada na cabeça da jovem e depois a esfaqueou 16 vezes.

Marcelo Piloto, integrante do Comando Vermelho, usava rotas que passam por Mato Grosso do Sul para abastecer morros cariocas com drogas e armas. O crime teria sido premeditado para evitar a volta do narcotraficante ao Brasil.

Mais cedo, o presidente paraguaio falou que tomaria “medidas drásticas” após o assassinato. Marcelo Piloto está preso há quase um ano no Paraguai. O narcotraficante tem 26 anos de prisão a cumprir no Rio de Janeiro.

Com informações da Agência Brasil



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions