ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Autoridades eram alvos de Beira-mar e Abadia, diz PF

Por Redação | 04/08/2008 15:58

Operação X, desencadeada pela Polícia Federal e o MPF (Ministério Público Federal) hoje, é resultado de seis meses de investigações e revela plano de seqüestros de autoridades em Mato Grosso do Sul e outros estados brasileiros.

Neste momento, estão na sede da Polícia Federal, em Campo Grande, os traficantes Fernandinho Beira-Mar e Juan Carlos Ramirez Abadia, que desde às 15 horas prestam depoimento sobre formação de quadrilha, extorsão e planos contra juízes e membros do poder público.

Também estão na superintendência, outros dois detentos do Presídio Federal: José Reinaldo Girotti, vulgo Alemão, assaltante do Banco Central de Fortaleza, e João Paulo Barbosa, ambos envolvidos com a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital)

Leandro Oliveira dos Santos, 18 e Leonice de Oliveira, 35, também foram presos em Nova Andradina nesta segunda-feira e trazidos para Campo Grande. Já a ex-mulher de Beira-Mar, Ivana Pereira de Sá, de 43 anos, foi detida na Capital.

O advogado Vladimir Búlgaro, preso hoje em São Paulo, acabou de chegar a Mato Grosso do Sul, veio em aeronave comercial e presta depoimento à PF.

Todos os envolvidos foram colocados no auditório da Polícia Federal, mas incomunicáveis, informa a assessoria de imprensa da corporação.

Leandro e Leonice são parentes do preso João Paulo Barbosa. Já Vladimir Búlgaro é advogado de José Reinaldo Girotti, o

Nos siga no Google Notícias