A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

23/03/2011 13:13

Bancada de MS vai ao MEC solicitar R$ 70 milhões para UFMS

Jorge Almoas

Projetos incluem curso de Medicina Veterinária em Paranaíba e Centro de Convivência no antigo Auto Cine, na Capital

Na próxima semana, a bancada de Mato Grosso do Sul em Brasília irá ao MEC (Ministério da Educação) apresentar pedido de R$ 70 milhões para investimentos na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). A solicitação é intermediada pelo senador Delcídio do Amaral (PT).

A reunião acontecerá com o secretário executivo do MEC, Jose Henrique Paim Fernandes. Os investimentos serão aplicados nas atividades de ensino, pesquisa e melhoria da infraestrutura da universidade.

Ao todo são 13 projetos, incluindo a implantação do curso de Medicina Veterinária em Paranaíba, construção do prédio da Faculdade de Direito, de um Centro de Documentação e da Casa do Estudante em Campo Grande, além de uma Farmácia Escola na Capital, alojamentos funcionais e complexos esportivos em todos os campi da instituição.

O pedido de investimento prevê ainda a instalação de um Centro de Formação de Professores. No antigo Auto Cine, está prevista a implementação de um Centro de Convivência.

“Os projetos vão atender alunos, professores e a população da Capital e do interior. As necessidades foram elencadas e planejadas em uma proposta exeqüível” disse Delcídio.

No encontro, foi discutida com a direção da UFMS a implantação de um curso de Medicina no campus de Coxim, para atender estudantes dos municípios da região Norte do Estado.



Acho bastante louvavel a bancada de MS ir em busca de recursos para UFMS.
O que não acho correto é investir em implantação de novos cursos, principalmente no interior do estado, sendo que os que já estão em funcionamento na capital e em cidades do interior estão sucateados ou ainda não estão totalmente estruturados.Os recursos deveriam ser para os cursos que já estão em funcionamento e que precisam urgente de socorro.
Um exemplo disso é o curso de Direito que será implantado em Chapadão do Sul, os cursos recem implantados quais sejam Agronomia e Engenharia Florestal ainda necessitam de vários investimentos, para que então implantar mais um curso? Inclusive o referido curso deverá ser iniciado sem aprovação da OAB, assim como prevê a legislação que rege o ensino superior. Quantos professores mestres e doutores da area do direito existem no estado? Os que tem, estão na acadêmia ou em seus escritórios? Se nem o curso de Direito da UFMS de Campo Grande, garante aos seus acadêmicos professores com essa titulação, assim como prevê o Ministério da Educação. O que acontecerá em Chapadão do Sul?
Gostaria de um dia poder ver politicas educacionais serias e comprometidas com as reais necessidades da população brasileira.
 
Sandra Paulino em 23/03/2011 08:12:42
Meu senador corumbaense,
Espero que o Campus Pantanal seja agraciado com cursos voltados para a nossa região Pantaneira e que tenhamos mais investimentos em pesquisas.
 
ABMAEL PEREIRA em 23/03/2011 04:03:14
É de bom alvitre que algo seja feito pela nossa UFMS que está largada e abandonada, sem professores, sem infraestrutura, enfim, jogada às traças.
 
João Ricardo Oliveira em 23/03/2011 02:35:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions