A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/01/2011 10:33

Bombeiro faz parceria com empresas aéreas e lança nova campanha para RJ

Aline dos Santos e Ricardo Campos Jr.
Bombeiros recebem doação para vítimas da chuva no Rio de Janeiro. Bombeiros recebem doação para vítimas da chuva no Rio de Janeiro.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros fizeram parceria com a Infraero e empresas de aviação para que os donativos cheguem aos desabrigados pela tragédia da chuva no Rio de Janeiro.

Na última sexta-feira, os bombeiros lançaram campanha para atender a população de Campo Grande, afetada por temporais. Porém, a quantidade de doações superou as necessidades aqui na Capital e as quatro toneladas excedentes serão envidas hoje para o Rio de Janeiro. A primeira remessa será enviada num avião da FAB (Força Aérea Brasileira).

A partir de hoje, os bombeiros lançam uma nova campanha em Campo Grande, Corumbá e Dourados. As doações podem ser levadas até sexta-feira. A corporação reforça que os donativos serão aceitos somente nestes três municípios. Nas demais cidades de Mato Grosso do Sul, não há logística para recolher as doações e levá-las ao destino final.

O material arrecadado na nova campanha será transportado em parceria com as empresas Trip, Azul e Avianca. A primeira trará até Campo Grande as doações de Corumbá e Dourados. Em Campo Grande, a Defesa Cicil vai separar os materiais e montar kits de alimentos e de higiene pessoal.

Com intermédio da Infraero, aeronaves da Azul e da Avianca vão levar as doações até o Rio.

Restrições – Por se tratar de voo comercial, não poderão ser levados materiais líquidos, como água e leite. Podem ser doadas roupas, fralda descartável, papel higiênico, absorvente, leite em pó, além de esparadrapo, gaze, seringa e algodão. A população também pode auxiliar doando caixas d epelão e embalagens plásticas, que serão utilizadas na montagem dos kits.

“Os bombeiros estavam aflitos por não poder ajudar, porque precisava de logística de transporte”, salienta o chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros, coronel Joaquim Lopes. De acordo com ele, a parceria vai ajudar a não sobrecarregar a Força Aérea, que já está atuando em todo o país.

Conforme o coronel Joaquim Lopes, a campanha terá a duração de apenas cinco dias devido à experiência com ações passadas, quando os destinatários não tinham onde estocar as doações.

Segundo o gerente de operações da Infraero, Rubens Martins, o órgão vai repassar, ainda nos aeroportos do Rio de Janeiro, as doações à Defesa Civil carioca e à Cruz Vermelha.

Importante – O locutor Rony Perez, de 41 anos, doou hoje alimentos para campanha do Corpo de Bombeiros. “Não tenho família no Rio de Janeiro, mas conhecidos. Não consigo saber se estão vivos”.

Ele reforça a importância da solidariedade. “A doação é importante, porque a tragédia foi grande”.

De acordo com a Agência Brasil, o numero de mortos chega a 676. Conforme Polícia Civil do Rio de Janeiro, o município de Nova Friburgo tem o maior número de mortos: 319. Em Teresópolis, os mortos são 277; em Itaipava, distrito do município de Petrópolis, 56; em Sumidouro, 19; em São José do Vale do Rio Preto, quatro, e em Bom Jardim, uma pessoa morreu.

Confira os locais para doar

Dourados

Av. Presidente Vargas, 1167 Vila Progresso, 3421-4442

Corumbá

Av. Rio Branco, 1611 Universitário, 3232-5866

Campo Grande

Avenida Costa e Silva, 901, Vila Progresso, 3342-9509.

Avenida do Poeta, s/nº Parque dos Poderes. 3318-4662

Rua Presidente Castelo Branco, 700, Cel Antonino, 3351-8660

Rua 7 de Setembro, 440, Centro, 3314-1882

Avenida Manoel da Costa Lima, s/nº Guanandy, 3386-5657

Rua Anacá, 811, Moreninha III, 3393-6250

Rua Souto Maior, 1445, Tijuca, 3380-5551



Muito bonita a iniciativa dos bombeiros, da policia, do exercito e da aeronautica em ajudar os desabrigados do Rio de Janeiro, a pergunta que fica é, E OS NOSSOS DESABRIGADOS? E os campograndenses que perderam casa, moveis, eletrodomesticos, comida, animais de estimação, etc? E eles? Tanta gente ajudando os cariocas e ninguem nos ajuda, liguem suas tvs na hora do almoço, temos pessoas que ficaram em estado de calamidade após as chuvas impiedosas que cairam por aqui, nossa unica vantagem é que não temos morros, portanto não há construções irregulares que possam vir abaixo por deslizamento, mas temos pessoas pobres, carentes com casas mal feitas por falta de recurso, e que tiveram suas residencias totalmente destruidas pela chuva, ajudem primeiro nossos vizinhos para depois fazer bonito com outros estados, por aqui é pouca coisa mas é, temos que parar de querer aparecer no jornal e começar a arrumar nosso quintal primeiro, claro que os desabrigados do Rio de Janeiro merecem toda nossa ajuda, mas NÓS TAMBEM MERECEMOS SER AJUDADOS.
 
maximiliano nahas em 18/01/2011 11:21:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions