A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

08/11/2016 16:28

Caixa reduz juros e limite mínimo para financiamentos de casas

Wellton Máximo, da Agência Brasil

As pessoas físicas e jurídicas que comprarem imóveis financiados pela Caixa Econômica Federal vão pagar menos juros. O banco reduziu as taxas dos financiamentos imobiliários e diminuiu a cota mínima de financiamento dos imóveis comprados dentro do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo).

Em nota, a Caixa informou que a redução dos juros é reflexo da diminuição da taxa Selic (juros básicos da economia), anunciada recentemente pelo Banco Central. De acordo com o banco, o objetivo é contribuir para impulsionar as vendas de imóveis novos de construtoras parceiras e atrair novos clientes para a instituição.

Todos os clientes pessoa física que financiarem imóveis novos ou usados, enquadrados no SBPE, terão redução linear de 0,25 ponto percentual na taxa, independente do relacionamento com o banco, que concentra dois terços do crédito imobiliário do país.

Caso o cliente compre imóveis novos ou na planta, com construção financiada pela Caixa e escolham receber o salário pelo banco, a redução será maior, com juros iguais aos oferecidos aos servidores públicos.

Para as pessoas físicas nessa situação, os juros passarão de 11,22% para 9,75% ao ano para imóveis do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), de menor valor, e de 12,5% para 10,75% ao ano para imóveis do Sistema Financeiro Imobiliário, de valor mais alto.

Para os financiamentos imobiliários a empresas, a Caixa reduziu os juros em 1 ponto percentual para todas as faixas de relacionamento. As taxas cairão de 14% para 13% ao ano para micro e pequenas empresas e de 13,5% para 12,5% ao ano para médias e grandes empresas. O banco adotou ainda um sistema de classificação de risco que poderá beneficiar as empresas consideradas como boas pagadoras com redução de até 1,5 ponto percentual.

Além da redução dos juros, a Caixa diminuiu, de R$ 100 mil para R$ 80 mil, o limite mínimo de financiamento no SBPE para pessoas físicas. A medida vale tanto para imóveis novos e usados e independe do valor da unidade habitacional.

Operado com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), o SFH financia imóveis de até R$ 650 mil em todo o país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o teto corresponde a R$ 750 mil. O SFI, que cobra juros mais altos, financia imóveis acima desse com recursos da poupança, sem o uso do FGTS.

Começam amanhã inscrições do Prouni para bolsas remanescentes
As inscrições para as bolsas remanescentes do Prouni (Programa Universidade para Todos) começam amanhã (27) e devem ser feitas pelo site. O prazo vai...
Mega-Sena acumula outra vez e prêmio quarta-feira sobe para R$ 20 milhões
O concurso 1.915 da Mega-Sena, realizado nesta noite de sábado (25), terminou sem vencedores e o prêmio do sorteio da próxima quarta-feira (29) acumu...
Acumulada, Mega-Sena fará sorteio de prêmio estimado em R$ 16 milhões
Acontece neste sábado (25) o sorteio de R$ 16 milhões, prêmio estimado da Mega-Sena acumulada no concurso 1.915, que acontecerá em Teodoro Sampaio (S...
Leilão judicial de 83 veículos acontece na próxima quarta-feira
Vai até a próxima quarta-feira (29), às 17h, o prazo para realizar lances no leilão de 83 veículos feito pelo TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Gros...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions