A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/11/2012 16:13

Campanha de Combate à Violência contra a Mulher começa na terça

Gabriel Neris
Senadora Ana Rita esteve em Campo Grande no início desta semana (Foto: Arquivo/Luciana Brazil)Senadora Ana Rita esteve em Campo Grande no início desta semana (Foto: Arquivo/Luciana Brazil)

A Subsecretaria da Mulher e da Promoção da Cidadania realiza na próxima terça-feira (20), Dia da Consciência Negra, a abertura da campanha “Dezesseis dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”. O evento terá início às 8h no auditório da Governadoria, em Campo Grande.

O evento está sendo organizado em conjunto com a Coordenadoria Estadual da Juventude e também pela Coordenadoria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

No início desta semana, Campo Grande recebeu a visita da comissão especial da CMPI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito), que investiga a violência contra as mulheres no Brasil. Na comissão estavam a relatora da CPMI, a senadora Ana Rita (PT/ES), e a presidente da comissão, a deputada federal Jô Moraes (PcdoB/MG).

A campanha tem como tema “Compromisso e Atitude, Lei Maria da Penha – a lei é mais forte”. O objetivo é conscientizar a população sobre a violência contras as mulheres. De acordo com a Subsecretaria da Mulher, a campanha será lançada nacionalmente no dia 7 de dezembro.

Conforme os dados divulgados pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), de Campo Grande, até a última segunda-feira (12) foram registrados 4.898 boletins de ocorrências, em Campo Grande, somando todos os tipos de violência contra mulheres. Segundo a delegada titular, Rozely Aparecida Molina, a média chega a 500 boletins por mês.

Na abertura da campanha, a professora da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Lucimar Rosa Dias, dará palestra sobre o tema “Cada um tem seu jeito, cada jeito é de um”.

O tema faz parte de seu livro, direcionado para crianças, lançado no mês passado. A história traz uma menina alegre, esperta e vaidosa. De origem afro, a personagem varia os penteados em seu cabelo crespo para ir à escola. A menina, junto aos pais e avós, forma uma família divertida, tranquila e feliz.

A obra promove a valorização das etnias e das diferenças de cada um, de modo a estimular as crianças a valorizarem as características pessoais, o relacionamento com a família e com o outro. “A temática visa discutir alguns estereótipos, como o racial e de gênero voltado para uma linguagem infantil”, diz a autora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions