A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

30/06/2009 18:18

Campanha do CRO alerta população para falsos dentistas

Redação

Campanha do CRO/MS (Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso do Sul) alerta a população para a atuação de falsos dentistas. De acordo com a entidade, as denúncias feitas ao Conselho nos últimos dois anos ajudaram a fechar vários consultórios clandestinos, mas ainda há profissionais que atuam de forma ilegal. Ontem, ação conjunta da Polícia Civil e do CRO deu início à investigação contra um auxiliar de protético que estaria atuando como dentista, no bairro Guanandi.

Apesar de identificar casos de falsos dentistas há anos, o CRO decidiu criar a campanha para que a população ajude no combate a essa prática. Isso porque somente os fiscais do Conselho não conseguem identificar sozinhos todos os locais que funcionam de maneira irregular.

Além disso, há retaliações para esse trabalho. De acordo com o presidente do Conselho, Silvano da Silva Silvestre, em abril deste ano um fiscal do CRO foi ferido a facadas em Iguatemi, a 490 quilômetros de Campo Grande, por um falso dentista que havia sido descoberto.

Por conta disso, foi formulada a campanha para envolver a população. Com início no dia 30 de maio, o trabalho conta com a fiscalização em consultórios e material informativo que orienta as pessoas a denunciarem a atuação clandestina pelo telefone (67) 3321-0149 ou pelo e-mail denuncia@croms.org.br.

Segundo informado pelo Conselho, todos os anos cerca de 15 consultórios clandestinos são lacrados em MS. Esses estabelecimentos costumam funcionar sem nenhum profissional registrado no Conselho, nem alvará da Vigilância Sanitária.

"Todas as empresas ligadas ao serviço odontológico têm que ter registro no Conselho", explica Silvano.

Confira algumas dicas do CRO para identificar um falso profissional:

- Observar as condições de higiene do 'suposto' consultório e ficar atento para estufas enferrujadas, equipamentos velhos, ausência de luva e máscaras e reutilização de material descartável;

- Deve haver alvará sanitário fixado em lugar visível;

- A placa do consultório deve conter o nome do profissional e o número de registro no CRO, pois falsos dentistas costumam usar apenas a inscrição 'Dentista' em suas placas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions