A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/04/2010 12:41

Campanha "Jornalismo tá no sangue" espera 500 doações

Redação

O Hemosul (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul) espera que 500 acadêmicos de jornalismo, jornalistas e membros da comunidade participem da campanha de doação de sangue "Jornalismo tá no sangue", nesta quarta-feira.

A iniciativa é de acadêmicos do 5º semestre do curso de jornalismo da Uniderp/Anhanguera, que programou várias atividades durante o Dia Nacional do Jornalista.

De acordo com presidente da comissão organizadora, Gustavo Nunes Vicente, a idéia que começou a partir de um trabalho da universidade quer despertar nos jornalistas o hábito de doar sangue.

"Visitamos o Hemosul e sentimos a necessidade de mobilizar a comunidade acadêmica e os jornalistas para doar sangue e ajudar o próximo. Queremos mostrar também que o curso de jornalismo, mesmo sem a exigência do diploma, está ativo e a classe está cada vez mais unida", ressaltou.

O evento começa às 8h, no Hemosul, localizado na rua Fernando Correa da Costa, 1304 e termina às 17h.

"Convidamos jornalistas, os veículos de comunicação com flashes ao vivo das rádios. Teremos música, sorteio de camisetas, entre outras atividades", informou o presidente da comissão organizadora. O evento conta com o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul.

Para ser um doador de sangue, é preciso ter entre 18 e 65 anos, pesar no mínimo 50 quilos, e não ter ingerido álcool nas 12 horas anteriores à coleta. A doação não é feita em jejum, é fundamental que o doador esteja bem alimentado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions