A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/10/2015 12:34

Campo-grandense já notou que é bom envelhecer com qualidade de vida

Liana Feitosa
Empresário Waldeci Alves Batista, de 70 anos, começou a praticar atividades físicas há 50 anos. (Foto: Gerson Walber)Empresário Waldeci Alves Batista, de 70 anos, começou a praticar atividades físicas há 50 anos. (Foto: Gerson Walber)

Envelhecer faz parte da vida, mas, para aproveitar a passagem do tempo com qualidade de vida, é preciso cuidar da saúde. Há 50 anos o empresário Waldeci Alves Batista, de 70 anos, começou a se preparar uma vida adulta cheia de vitalidade e energia. Ele é um dos 305 mil sul-mato-grossenses com mais de 60 anos de idade, público que tem motivos para comemorar este 1° de outubro, Dia do Idoso.

Ele faz atividades físicas todos os dias, de caminhada à academia. Mais que hábito, é um prazer na vida dele. "Fazer atividade física traz muitos benefícios. Em primeiro lugar, pelo próprio bem estar físico, pela saúde. Em segundo, porque meu corpo sente falta mesmo, sinto necessidade de praticar atividade física. Ficar sem exercício me causa mal estar", afirma.

Recentemente, ele foi ao médico e recebeu boa notícias. "O médico fez exames e me elogiou, atribuiu minha boa saúde justamente a esse hábito. 'Graças às suas atividades físicas é que você está tão bem', ele me disse. E não tenho mesmo nada, nenhum problema de saúde", comemora.

Não tenha dúvida de que fazer atividade física te ajuda até mesmo a raciocinar melhor, te dá mente sã para tomar decisões, garante empresário Waldeci Alves, de 70 anos. (Foto: Gerson Walber)"Não tenha dúvida de que fazer atividade física te ajuda até mesmo a raciocinar melhor, te dá mente sã para tomar decisões", garante empresário Waldeci Alves, de 70 anos. (Foto: Gerson Walber)

Conselho - Ainda na ativa, trabalhando todos os dias, ele considera que o hábito movimenta não apenas o corpo, mas também a mente. "Não tenha dúvida de que fazer atividade física te ajuda até mesmo a raciocinar melhor, te dá uma ente sã para tomar decisões", explica.

E a constatação é confirmada pelo profissional de educação física Thiago Peixoto, de 32 anos. "Existe um mito de que crianças e idoso não podem fazer academia, mas isso não é real, muito pelo contrário. Essas atividades físicas fortalecem os ossos, os tendões e ligamentos. Com a idade, é natural que a gente perca massa muscular, é preciso fortalecer", afirma.

"Com isso, os músculos são fortalecidos, gerando equilíbrio, força e flexibilidade, fatores tão necessários na terceira idade", define o profissional.

Atividade física fortalece músculos, gerando equilíbrio, força e flexibilidade na terceira idade, segundo personal Thiago Peixoto. (Foto: Gerson Walber)Atividade física fortalece músculos, gerando equilíbrio, força e flexibilidade na terceira idade, segundo personal Thiago Peixoto. (Foto: Gerson Walber)

Orientação - Na academia onde ele trabalha, pessoas acima dos 60 anos passam por avaliação prévia especial, que é feita com base em laudos médicos. "Trabalhamos em parceria com o médico da pessoa. Muitos idosos chegam aqui tendo áreas específicas a serem trabalhadas. Analisamos esses laudos médicos e criamos treinamentos que se baseiam nessas orientações", detalha Thiago.

Após sofrer várias quedas devido à perda de equilíbrio físico, a aposentada Rosa Santana, de 72 anos, começou a frequentar aulas de hidroginástica três vezes por semana. Depois da mudança, ela garante que a estabilidade melhorou e, inclusive, passou a dormir melhor. "Só de estarmos nos mexendo já é bom. É importante, né? Tem que fazer exercício", compartilha.

É bom para o corpo e para a mente, reforça o empresário Waldeci. "Não tenha dúvida de que fazer atividade física te ajuda até mesmo a raciocinar melhor, te dá mente sã para tomar decisões. É muito bom", finaliza.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions