A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/10/2008 15:00

Candidatos a juiz reclamam de lista exigida pelo TJ

Redação

Quem tenta uma vaga para juiz em Mato Grosso do Sul tem, no ato da inscrição, de fornecer uma lista com o nome endereço e telefone, atualizados, de dez autoridades. A intenção, segundo o Tribunal de Justiça do Estado, é que autoridades como juízes, promotores, políticos e até delegados, falem sobre a idoneidade moral, educação, sociabilidade, atividade profissional, conduta familiar e social do postulante.

Candidatos reclamam que não é fácil arranjar tantos nomes de autoridades. E mesmo que arranjem acham chato ter de incomodá-las antes mesmo de terem sido aprovados.

O presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), Mozart Valadares Pires, disse que nunca viu um caso em que um tribunal pedisse tantos nomes de autoridades. Para ele, três já são suficientes.

Segundo o presidente do TJ, desembargador João Carlos Brandes Garcia, a exigência existe desde os primeiros concursos, no final dos anos 1970.

"Transparência não nos falta. No Tribunal, 80% dos juízes são de fora do Estado. Não há privilégios. Foi bom colocar isso em discussão porque podemos rever a regra. Agora, a investigação do candidato é importante", disse lembrando que nunca alguém deixou de ser aprovado pela falta dos contatos. (Com informações da Folha de São Paulo)

No dia 31 de outubro de será realizada a prova oral para os 18 candidatos que se classificaram para a segunda fase. Mais de 1.400 se inscreveram no concurso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions