A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/09/2014 09:40

Pai vai à delegacia e diz que matou ex-genro para defender a filha

Aliny Mary Dias e Renan Nucci
Filha, pai e irmão foram até a delegacia e afirmam que Edson agredia a ex-mulher (Foto: Marcelo Calazans)Filha, pai e irmão foram até a delegacia e afirmam que Edson agredia a ex-mulher (Foto: Marcelo Calazans)

Dois dias depois da morte de Edson de Souza Bezerra, 43 anos, dois acusados pelo crime se apresentaram na 6ª delegacia de polícia de Campo Grande. Pai e filho se envolveram em uma briga com o rapaz que era ex-marido de Eliane Gonçalves, 22 anos, e acabou morto a tiros, no bairro Rancho Alegre II.

José Gonçalves, 49 anos e o filho dele, que não teve o nome divulgado pela defesa, são pai e irmão de Eliane. Conforme a advogada da família, Damares Costa Machado, Eliane e Edson foram casados e tiveram duas filhas, de 5 e 2 anos. Após o fim do relacionamento, Edson se tornou um homem agressivo.

Segundo a advogada, era comum Eliane ir até a casa dos pais com hematomas pelo corpo causados pelo violência doméstica. No dia do crime, o último domingo (28), Edson ameaçou toda a família de Eliane de morte.

Conforme a apuração da Polícia Civil, ele foi até a casa dos pais da ex-mulher e toda a família estava em frente da residência. Edson teria sacado uma arma e atirado contra Eliane, mas nenhum disparo acertou a mulher.

Para defender a filha e a irmã, José e o filho começaram a lutar com Edson e o pai de Eliane sacou a arma dele e atirou contra o ex-genro. Edson morreu no local apesar do socorro do Corpo de Bombeiros.

“Todas evidências levam a crer que o pai agiu em legitima defesa levando em conta o histórico de agressões que ela sofria”, conta a advogada. José, o filho e Eliane estão sendo ouvidos na delegacia e devem ser apresentados pela defesa às 14 horas desta terça-feira (30).

Homem de 43 anos atira contra ex-mulher e é morto a tiros pelo ex-sogro
Um homem de 43 anos morreu depois de ser atingido por tiros disparado pelo ex-sogro, de 49 anos. O crime aconteceu na noite de ontem (28), no bairro ...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


Se a família da menina que foi covardemente espancada pelo filho do médico na virada do ano fosse assim, o menino não estaria solto, pronto para espancar a próxima vitima e a menina não teria que mudar de estado.
 
Maximiliano rodrigo antonio nahas em 30/09/2014 15:32:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions